Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

CAMACHO: NÃO DEPENDE DE MIM

O treinador do Benfica, José Antonio Camacho, chegou ontem a Portugal e falou de eventuais reforços para o plantel ‘encarnado’, aquando da reabertura do mercado de transferências em Janeiro.
28 de Dezembro de 2002 às 00:00
O técnico espanhol já deu a entender por diversas vezes que pretende colmatar algumas lacunas que detectou no plantel, mas também reconhece que qualquer contratação dependerá sempre do Benfica.

“Os reforços não dependem de mim; dependem do Benfica. Eu tenho de planificar o que é melhor para a equipa, apresentá-lo à direcção e depende deles. Por mim tentava trazer o melhor. Mas eu também não tenho uma varinha de condão”, admitiu Camacho. Durante a próxima semana, o treinador deverá manter várias reuniões com António Simões e Luís Filipe Vieira – ontem José Veiga passou pela Luz – para estudarem a viabilidade de reforço da equipa em Janeiro.

Entretanto, o técnico já formulou os seus votos para a equipa do Benfica em 2003: “Ganhar o próximo jogo e o próximo e o próximo”. Quanto ao que a equipa poderá vir a fazer até ao final da presente época, Camacho diz que a prioridade é garantir o que já conquistou até ao momento e só depois partir para outras conquistas. “É preciso defender o segundo lugar, pois só assim se pode ambicionar o primeiro. É uma condição essencial para se ambicionar o primeiro lugar: manter o segundo e esperar que o Porto perca pontos”.

E porque a vontade é ganhar todos os jogos até ao fim, Camacho pretende começar a moldar a equipa à sua imagem. “Tenho uma equipa com a qual tenho de trabalhar e no Benfica temos feito isso. Eu tenho de dirigir e eles de trabalhar”, referiu.

Hoje de manhã a equipa parte para as Caldas da Rainha onde vai permanecer até domingo a fim de realizar um mini-estágio, no qual Camacho já afirmou querer trabalhar “a preparação física dos jogadores para o próximo jogo”, frente ao V. Guimarães (12 de Janeiro).

ROGER NÃO PENSA EM SAIR

O médio benfiquista Roger chegou ontem a Portugal após ter passado as férias de Natal no Brasil, e garantiu que por mais convites que surjam, a sua intenção é só uma: “Estou muito feliz no Benfica e daqui não saio”.

Recorde-se que o jogador chegou a ser dado como possível reforço da equipa do Corinthians, treinada pelo técnico Carlos Alberto Parreira, mas embora se tenha mostrado orgulhoso pelo eventual interesse, o médio brasileiro garantiu que quer recuperar rapidamente e mostrar a Camacho o que vale.

“Por mim treinava já hoje, mas o médico é que vai dizer. Quando eu ficar bom e puder treinar, o treinador vai ficar a conhecer-me. Vai dar-me a oportunidade e vai ver se jogo ou não”, disse o jogador.

Quanto ao actual técnico benfiquista, Roger também não poupou elogios ao treinador José António Camacho, garantindo que o seu trabalho reflecte-se já na forma de jogar da equipa. “Camacho é um excelente treinador. Tem vindo a demonstrar isso e a equipa também está a mostrá-lo em campo”, afiançou o jogador, relembrando ainda que “cada treinador tem a sua estrutura, mas o mais importante é continuar a conseguir ganhar pontos”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)