Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Canarinha repete percurso de 1994

Fortemente criticada pelo futebol feio que exibe, a polémica selecção montada pelo ainda mais polémico Dunga está a repetir o percurso trilhado em 1994, ano em que, apesar de muito contestada, se sagrou tetracampeã nos EUA.
27 de Junho de 2010 às 00:30
Equipa campeã do Mundo em 1994: Dunga com o troféu na mão
Equipa campeã do Mundo em 1994: Dunga com o troféu na mão FOTO: Gary Herhorn/Reuters

À falta de actuações brilhantes e de simpatia dos atletas, que incorporaram as feições carrancudas de Dunga, os brasileiros agarram-se ao grande número de coincidências entre as duas campanhas para sonhar com o hexa.

O Brasil terminou a primeira fase com um sofrido 0-0, frente Portugal, chegando aos oitavos com duas vitórias e um empate. Foi exactamente o que aconteceu há 16 anos, quando o ‘escrete’ venceu os dois primeiros jogos e empatou o terceiro, também com uma formação europeia, a Suécia (1-1). Na segunda partida de 1994, o Brasil bateu os Camarões, então a equipa mais forte de África, (3-0), e, desta feita, derrotou a Costa do Marfim (3-1).

Amanhã, nos oitavos-de-final, o ‘escrete’ vai encontrar o Chile, equipa do continente americano, à semelhança do que aconteceu nos oitavos de 1994, quando venceu os anfitriões EUA (1-0).

Se conseguirem vencer, como se espera, os brasileiros jogam, muito provavelmente, com a arrasadora Holanda, que deverá vencer a Eslováquia. Mais uma coincidência. Nos quartos-de-final, em 1994, o Brasil defrontou precisamente a selecção ‘laranja’ e iniciou aí a sua caminhada decisiva para o título, vencendo por 3-2 uma partida inesquecível.

Ah!... Dunga, o truculento e antipático Dunga, era o líder da selecção de 1994 em campo. Agora comanda mas do lado de fora…

PROTECÇÃO TINHA PEÇA DE METAL

Rodrigo Paiva, assessor de imprensa da Federação Brasileira, reconheceu que a protecção para as costas usada pelo guarda-redes Júlio César, frente a Portugal, tinha uma peça de metal, mas garantiu não haver qualquer irregularidade: 'Antes do jogo a FIFA vê todo o material. Se foi autorizado é porque não tinha qualquer problema.'

ALBIOL: HOSPITALIZADO

O espanhol Raúl Albiol foi retirado para o hospital de Potchefstroom para ser submetido a provas médicas ao perónio, depois de sofrer no treino um golpe na perna direita

TURISTAS: ECONOMIA

Os operadores turísticos fazem figas para que as selecções que arrastam mais visitantes não sejam eliminadas. A partida precoce da França e de Itália levou muita gente embora 

INGLATERRA: CERVEJA

O News Cafe, em Porth Elizabeth, registou quarta-feira a maior venda de cerveja em nove anos de existência. Foram vendidas 3135 cervejas no dia do jogo Inglatera-Eslovénia (1-0)

FROTA: ABAIXO DUNGA

Em protesto contra Dunga pela escolha dos jogadores, o actor Alexandre Frota, que viveu dois anos em Lisboa, vestiu a camisola portuguesa no jogo contra o Brasil (0-0)

SÃO PAULO: 2014

O secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, diz não imaginar o Mundial de 2014 sem um estádio em São Paulo, maior cidade do Brasil. A FIFA recusou jogos no Morumbi

JOGO: SEM VERGONHA

O título "Joguinho sem vergonha", que um colunista deu à sua coluna num jornal do Rio de Janeiro, demonstra bem o desapontamento pelo jogo entre Brasil e Portugal 

PREJUÍZO: COMÉRCIO

Comerciantes de todo o Brasil estão a queixar-se de fortes prejuízos por causa do Mundial, pois, por motivos de segurança, são forçados a fechar nos dias em que joga o ‘escrete’

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)