Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

CANARINHOS CANTAM EMPATE

O Estoril voltou a empatar na Invicta e desta vez nem foi preciso o seu guarda-redes fazer uma grande exibição. Valeu a desinspiração do ataque do Boavista, que não tirou qualquer vantagem de jogar contra dez...
23 de Outubro de 2004 às 00:00
Depois do brilhante desempenho diante do FC Porto, que permitiu ao Estoril arrancar um precioso empate aquando da deslocação ao Dragão, o guarda-redes Jorge teimou em repetir o feito diante do Boavista.
Por duas vezes, o guardião ‘canarinho’ negou o golo aos ‘axadrezados’ – primeiro a Toñito e depois a João Pinto já quase sobre o intervalo –, numa partida em que depois de um período inicial de ascendente boavisteiro, a formação da Linha também foi criando situações para golo junto à baliza de Khadim.
No segundo tempo, tudo se complicou para o Estoril com a expulsão de Arrieta – os canarinhos jogaram quase quarenta minutos com apenas dez jogadores –, mas nem por isso deixaram de complicar a vida ao Boavista. Que o diga o cabeceamento ao poste protagonizado por Buba, que quase gelou o Estádio do Bessa...
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)