Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

CANARINHOS CATEGÓRICOS

O Estoril confirmou ontem o seu estatuto de líder e forte candidato ao título da Liga de Honra, ao vencer com inteiro mérito o Leixões por 3-0, numa partida em que os matosinhenses nunca conseguiram travar a superioridade da formação de Ulisses Morais.
27 de Outubro de 2003 às 00:00
Frente a frente estiveram duas equipas que partiram para esta época com projectos ambiciosos, depois da subida de escalão na temporada anterior, mas a equipa da linha comprovou que, de facto, atravessa um período de forma superior, que lhe vale a liderança isolada da Liga de Honra.
O marroquino Fellahi foi o maestro dos ‘canarinhos’, que se mostraram inspirados e rigorosos no seu trabalho. Na verdade, o Estoril partiu para este confronto com total confiança nos seus recursos, oferecendo aos seus adeptos uma exibição há muito esperada, dada a excelente campanha do grupo.
Os ‘bebés’ leixonenses não mostraram nunca capacidade para inverter o sentido do jogo, permitindo ao conjunto ‘canarinho’ ter momentos brilhantes, como aconteceu nos lances dos golos, com especial destaque para o segundo, em resultado de um livre directo de Fellahi (Pinheiro abriu o activo aos 40’).
Carlitos foi o ‘lugar-tenente’ do marroquino, produzindo igualmente um trabalho de excelente nível, culminado com o terceiro golo dos da ‘casa’.
O período final da partida, que decorreu sob fortes chuvadas e já com luz artificial, foi fértil em lances muito duros que o árbitro André Gralha, de Santarém, nem sempre avaliou da maneira mais correcta, cometendo mesmo alguns lapsos dignos de registo pela negativa. De qualquer forma, o resultado não merece qualquer contestação. Foi uma vitória categórica da melhor equipa em campo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)