Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Cannavaro recebe Bola de Ouro

A atribuição da Bola de Ouro da presente época a Fabio Cannavaro, feita ontem em Paris, é seguramente uma das menos consensuais dos últimos anos. O jogador do Real Madrid e capitão da selecção italiana que no Verão passado se sagrou campeã do Mundo é apenas o terceiro defesa a ganhar o troféu desde a sua criação pelo semanário francês ‘France Football’ em 1956.
28 de Novembro de 2006 às 00:00
As restantes excepções foram Franz Beckenbauer (1972 e 1976) e Mathias Sammer (1996).
Tal como acontece desde há uns anos, o nome do vencedor da Bola de Ouro sabe-se por antecipação. Por isso a vitória de Cannavaro já era esperada. Mas nem por isso deixou de se comentar, nos fóruns do futebol internacional, que esta foi uma atribuição por exclusão.
Sem ser colocada em questão a qualidade do defesa central, há quem defenda que a ‘France Football’ se limitou a premiar Cannavaro por ser o homem que em Julho ergueu a Taça de Campeão do Mundo, por inerência da condição de capitão da selecção italiana.
A Imprensa transalpina vai mais longe e traça um cenário de conspiração dentro da própria França, quando afirma que a entrega da Bola de Ouro a Cannavaro (feita por uma publicação gaulesa) também o é contra Zidane. Que, como se sabe, foi eleito o melhor jogador do Mundial, após a polémica final disputada entre franceses e italianos. Platini, numa posição intermédia, defendia o ‘bis’ de Ronaldinho, vencedor no ano passado.
Uma coisa é certa: Cannavaro, um napolitano de 33 anos, que trocou a segunda divisão italiana, para onde caiu a Juventus, pelos galácticos do Real Madrid, fica na história do troféu. Mas não passará à história como um sucessor de nomes como Di Stefano, Bobby Charlton, Beckenbauer, Eusébio, Cruyff, Platini, Van Basten, Mathaeus ou Figo, todos vencedores.
PERFIL
Fabio Cannavaro nasceu em Nápoles, Itália, no dia 13 de Setembro de 1973. Iniciou-se no Italsider de Bagnoli e aos onze anos ingressou no Nápoles. Aos 19 jogou pela primeira vez na Série A. Passou pelo Parma, Inter, Juventus e está no Real Madrid desde o início da época. Conta 104 internacionalizações e tem duas alcunhas: ‘Muro de Berlim’ e ‘o belo’.
DECO NO 11º E RONALDO NO 14º LUGAR
Cannavaro venceu a Bola de Ouro com 173 pontos, seguido de Buffon (124) e Henry (121). Zidane foi quarto, com 71 pontos.
Relativamente aos portugueses nomeados, Deco coleccionou onze pontos e foi 11.º, enquanto Cristiano Ronaldo ficou em 14.º lugar, com cinco pontos. Tiago, que também estava na lista, não recebeu qualquer ponto.
Refira-se ainda que os responsáveis da ‘France Football’ decidiram atribuir uma Bola de Ouro ao filho de George Best, Callum, de forma a perpetuar o facto de o seu pai (que faleceu há um ano) ter vencido o troféu em 1968. Best tinha vendido a sua Bola de Ouro como forma de alimentar o seu vício pelo álcool. A cerimónia da entrega do prémio foi realizada antes do Manchester United-Chelsea e contou com a presença de Bobby Charlton. O troféu, contudo, será entregue ao museu do Manchester United.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)