Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Cardozo e Saviola dão vitória ao Benfica (3-1)

O Benfica bateu esta noite o Beira-Mar por 3-1, no Estádio Municipal de Aveiro, em jogo a contar para a 12.ª jornada da Liga
28 de Novembro de 2010 às 20:22
Cardozo disputa a bola com Kanu
Cardozo disputa a bola com Kanu FOTO: Paulo Novais / Lusa

A equipa encarnada dominou o jogo na primeira parte desde o apito inicial. Cardozo e Saviola esbarraram com a muralha defensiva dos centrais aveirenses, principalmente com a garra e determinação do experiente Hugo, que em duas ocasiões negou o golo.

Saviola aos 12' rematou forte, dentro da área, enviando a bola à trave. Foi o primeiro sinal da superioridade encarnada. Passados 3' o Benfica reclamou uma grande penalidade quando Pedro Moreira desviou a trajectória da bola com a mão, na sequência de um pontapé de canto apontado na esquerda e o cabeceamento de Luisão obrigou a uma defesa apertada do guardião Rui Rego que não segurou o esférico.

Pedro Moreira evitou dessa forma que a bola chegasse a Cardozo. Penálti que Bruno Paixão deixou passar em claro.  Mas o Benfica continuou a pressionar o último reduto aveirense com incursões de Saviola e remates de meia distância protagonizados por Carlos Martins e Javi Garcia. Até que o golo surgiu aos 45' apontado por Cardozo de grande penalidade. A infração foi cometida por Kanu através de um puxão a Cardozo já dentro da pequena área. Resultado justo ao intervalo para a equipa mais esclarecida e que mais porfiou.

Logo na primeira jogada após o intervalo, o Benfica desperdiçou uma oportunidade flagrante com Óscar Cardozo a não aproveitar um cruzamento da direita que bastava só encostar. O Beira-Mar reagiu de imediato e aos 48' Ronny, na cara do guardião Roberto, cabeceou por cima da barra. Seis minutos volvidos, o mesmo Ronny, numa jogada individual, rematou rasteiro levando a bola a esbarrar na base do poste mais distante.


O Benfica não acusou essa reacção e após o falhanço de Fábio Coentrão, Cardozo bisou aos 59´com um golo soberbo obtido por um remate colocado à entrada da área e do flanco direito.

 

 

Aos 67' Saviola fez o terceiro golo a passe de Cardozo.
 

No entanto, coube a Rui Varela fazer o golo de honra aveirense e, embora a vitória das águias fosse inteiramente justa, o desfecho poderia ter sido diferente.

 

Os locais não baixaram os braços e até viram um golo anulado a Kanu, obtido em fora de jogo e na sequência de um livre directo apontado por Renan.


Registo para a maior enchente da época (18 mil espectadores), uma receita aconchegante para a débil economia da equipa de Aveiro. Bruno Paixão fez um trabalho deficiente, quer no capítulo técnico quer no disciplinar. Deixou passar em claro uma grande penalidade a favor do Benfica e assinalou livres a beneficiar o infractor.

 

 

Destaque ainda para Cardozo, que fez as pazes com a massa associativa da Luz. Nota disso, é o momento em que foi substituído por Kardec, aos 77’, levando a uma grande ovação. Sendo o jogador mais em evidência nesta vitória sobre o Beira-Mar (2 golos e uma assistência), os aplausos foram mais que justos. Também a saída de Carlos Martins, aos 82' para dar o lugar de Salvio, foi bastante aplaudida.

Benfica Beira-Mar Cardozo Futebol Liga
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)