Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Carlos Cardoso confia na recuperação sadina

Carlos Cardoso, sucessor de António Conceição (Toni) no comando técnico do Vitória de Setúbal, acredita que a equipa vai conseguir quebrar o ciclo de sete jogos sem vencer e voltar a ter razões para sorrir. “Quando não se ganha, os jogadores ficam tristes. Torna-se difícil sair à rua porque é difícil encarar os adeptos e dizer-lhes bom dia. Ninguém mais do que eles quer vencer para saírem desta situação ingrata. A minha missão é ajudá-los e acredito que vamos levantar a cabeça e superar este momento”.
14 de Dezembro de 2006 às 00:00
Carlos Cardoso terá uma estreia difícil no Estádio da Luz
Carlos Cardoso terá uma estreia difícil no Estádio da Luz FOTO: Fernando Ferreira, Record
Apesar do optimismo, Cardoso, que foi durante 20 anos atleta e, em inúmeras ocasiões, treinador dos sadinos, não se assume como um santo da casa e, muito menos, criador de milagres. “Nasci em Setúbal, sou sócio e vitoriano desde que nasci. Ao longo da minha carreira, só vesti duas camisolas, a do Vitória e da Selecção. Nunca me armei em salvador da pátria e não é agora que o vou fazer”, afirmou o técnico que se estreou como treinador aos 28 anos (1974/75) na qualidade de treinador/jogador do clube.
A estreia de Cardoso, de 61 anos, é já sábado, na Luz, frente ao Benfica, mas isso não o intimida. “Vamos jogar contra um dos candidatos ao título. Há três pontos em disputa e se pontuarmos é positivo. Vamos à Luz com o objectivo de travar ou, se possível, suplantar o Benfica”, afiançou, apelando ao “apoio dos vitorianos”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)