Carlos Ramos já teve de pôr Nadal, Murray e Djokovic na linha

Serena Williams acusou ainda o árbitro de ser "ladrão" e "mentiroso", mas português é conhecido por mostrar pulso firme em situações similares.
12.09.18
  • partilhe
  • 0
  • +
A quezília de Serena Williams com o árbitro português Carlos Ramos na final do US Open - que a norte-americana  perdeu para a japonesa Naomi Osaka - continua a correr mundo. A jogadora, que chegou a apelidar o juiz de "ladrão" e "mentiroso", depois de ao cabo de três advertências a antiga número um mundial ter sido punida com um jogo de penalização. Serena, que exigiu de Carlos Ramos um pedido de desculpas quando foi advertida por receber instruções do seu treinador, disse mesmo que se ela fosse um homem Ramos não agiria da mesma forma.

Acontece que Carlos Ramos já mostrou pulso firme em outras ocasiões, em encontros do circuito masculino, e com nomes bem sonantes do ténis mundial, como Rafael Nadal, Andy Murray ou Novak Djokovic.

Nadal é uma espécie de rei em Ronald Garros, mas esse facto não impediu o juiz português de advertir o espanhol por demorar demasiado tempo a servir - ele cumpre todo um ritual que chega a ser irritante... O maiorquino respondeu-lhe que ia ter muitas advertências, pois é assim que serve, e no final disse "este árbitro tenta ir atrás dos meus erros".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!