Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Cartão vermelho ao título

O Sporting empatou ontem em Leiria (0-0) e está praticamente afastado do título uma vez que ficou a nove pontos do FC Porto e a cinco do Benfica. A expulsão precoce de Liedson complicou as coisas mas mesmo com dez o Sporting foi sempre melhor e merecia ter vencido. Mais uma vez faltou eficácia na finalização.
5 de Março de 2007 às 00:00
Expulsão de Liedson aos 21 minutos condicionou o empenho da equipa leonina, que mesmo assim dominou  o encontro
Expulsão de Liedson aos 21 minutos condicionou o empenho da equipa leonina, que mesmo assim dominou o encontro FOTO: Paulo Novais, Lusa
O Sporting começou por cima, jogando em velocidade e aproveitando a passividade dos leirienses e poderia ter resolvido o jogo cedo. Dois erros do guarda-redes Fernando (7’ e 15’) ofereceram a Liedson duas claras ocasiões de golo, mas o brasileiro não atinou com a baliza. E aos 21’, o avançado leonino pontapeou estupidamente Rossato depois de os dois se embrulharem na área da U. Leiria, recebendo justa ordem de expulsão. Estranho foi o cartão amarelo mostrado a Rossato, indiciando que cometera falta e nesse caso teria de ser marcado penálti. Liedson deve falhar os jogos frente a Estrela da Amadora e FC Porto.
Com dez, o Sporting manteve e até acentuou a sua superioridade perante uma União de Leiria muito débil. A mobilidade de Moutinho, Romagnoli (a surpresa de Paulo Bento no onze inicial) e, a espaços, Nani criavam problemas à U. Leiria, com Bueno a fazer pela vida, sozinho na frente. Aos 37’, o uruguaio teve mesmo o golo nos pés, após assistência de Romagnoli, mas Fernando defendeu com acerto.
Para a segunda parte, Paulo Bento lançou Pereirinha mas estranhamente tirou Romagnoli, que até esteve bem no regresso à equipa. A U. Leiria melhorou no arranque do segundo tempo e criou a única ocasião de golo em todo o jogo, com Paulo César (62’) a errar o alvo. Bento abdicou depois de Bueno e apostou em Yannick, mas manteve em campo Paredes, que nada adiantava à equipa.
A melhoria dos leirienses durou pouco e o registo medíocre regressou para ficar até ao fim do jogo. Sempre por cima, o Sporting viu Nani (64’) falhar na área após lance admirável de Polga. E depois foi Yannick, aos 70’ e 82’, que desperdiçou ensejos de marcar. Só muito tarde Bento abdicou de Paredes para apostar em Tello. E o chileno teve nos pés a última ocasião do jogo, na conversão de um livre, mas o remate bateu na barreira.
POSITIVO: ESPÍRITO COMBATIVO DO SPORTING
Jogar quase 70 minutos com menos um jogador não é fácil, mas o Sporting conseguiu ontem a proeza de subjugar o adversário mesmo em desvantagem numérica. É certo que a desinspiração dos leirienses também ajudou a que a diferença numérica não fosse ontem factor determinante, mas é de enaltecer a bravura demonstrada pelos leões. Apesar do enorme espírito combativo demonstrado pela equipa de Paulo Bento, não chegou para vencer.
NEGATIVO: LIEDSON E UNÃO DE LEIRIA
O avançado do Sporting deitou tudo a perder ao pontapear ostensivamente Rossato na área comprometendo as aspirações da equipa. Os companheiros fizeram das tripas coração e mesmo sem o ‘levezinho’ foram claramente superiores mas a atitude do avançado é imperdoável. A União de Leiria foi uma enorme desilusão. A equipa nunca conseguiu ligar o jogo, perdeu quase sempre nos duelos individuais e não merecia ter conquistado um ponto.
SAD LEONINA VAI PROTESTAR O JOGO
A SAD do Sporting vai avançar com um protesto ao jogo. Na origem da decisão leonina está o lance da expulsão de Liedson. Os leões alegam que o árbitro reconheceu que houve falta na área de Rossato – por isso lhe mostrou o cartão amarelo – e consideram ter existido um erro técnico na reposição da bola (pontapé de baliza).
Paulo Bento também não poupou críticas à arbitragem de Paulo Costa, garantindo que o lance da expulsão de Liedson “não foi inocente”. “Houve outra equipa que procurou fazer ganhar o Leiria além do próprio Leiria. Posso ser novinho nisto, como treinador, mas não sou inocente. E a expulsão do Liedson também não o foi”, disse, reclamando penálti sobre Liedson no lance que originou a sua expulsão. Já o presidente Soares Franco considera que houve um “erro grosseiro” na expulsão de Liedson.
FICHA DO JOGO
Local: Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria (6.629 espectadores)
Árbitro: Paulo Costa (Porto)
UNIÃO DE LEIRIA: Fernando, Laranjeiro, Marcos Antonio, Eliezio, Rossato (Ivanildo, 61m), Paulo Gomes, Faria, Paulo Machado (Alhandra, 79m), Harison, Paulo César (Cadu, 75m) e Slusarski. Treinador: Domingos Paciência.
SPORTING: Ricardo, Abel, Polga, Tonel, Caneira, Paredes (Tello, 77m), Moutinho, Nani, Romagnoli (Pereirinha, 46m), Carlos Bueno (Yannick Djaló, 63m) e Liedson. Treinador: Paulo Bento.
Acção disciplinar: cartões amarelos – Rossato (23m), Marcos António (24m), Abel (33m), Caneira (48m), Faria (72m), Eliezio (86m), Polga (89m), Paulo Gomes (90 1m); cartão vermelho – Liedson (21m)
Melhor jogador: João Moutinho
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)