Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Cech rende Bosingwa

Jesualdo Ferreira vai ter problemas para resolver para o jogo de amanhã, da segunda mão da Liga dos Campeões em Stamford Bridge, frente ao Chelsea. Depois do 1-1 no Dragão há 15 dias, o FC Porto não vai poder contar com Bosingwa, lesionado anteontem frente ao Braga, o mesmo jogo de onde Lucho saiu tocado.
5 de Março de 2007 às 00:00
Pepe é um dos jogadores em foco à chegada a Inglaterra, devido ao interesse de Abramovich
Pepe é um dos jogadores em foco à chegada a Inglaterra, devido ao interesse de Abramovich FOTO: Luís Vieira, Record
A equipa viajou ontem à tarde para Londres, num avião cheio, sobretudo dos sponsors que têm a viagem assegurada com a equipa por contrato. Viagem normal, chegada com chuva e frio e Jesualdo à espera do treino de hoje, às 18h30, no recinto do jogo, para tirar as últimas dúvidas – se é que as tem, que o plantel não é assim tão rico.
Para o lugar de Bosingwa, que sofreu uma microrrotura e vai parar pelo menos 15 dias – talvez possa defrontar o Sporting – deve entrar Marek Cech, que teve uma indisposição gástrica, segundo informação oficial, mas fez ontem a viagem para Londres e, em princípio, é melhor opção do que o argentino Mareque. Cech jogará à esquerda e Fucile ocupará o seu lugar natural no lado direito da defesa.
Lucho tem tido problemas físicos, como reconheceu no fim do jogo com o Braga o seu treinador, mas numa partida desta importância estará, em princípio, no onze inicial. Adriano também deverá ser titular, depois de marcar um golo decisivo e de estar numa série de golos em três jogos seguidos, relegando para o banco Hélder Postiga, que não marca desde Dezembro.
Notícia na imprensa inglesa de ontem é a vontade do Chelsea, ou pelo menos de Roman Abramovitch, em ter Pepe na equipa na próxima época. Se há posição em que o campeão inglês precisa de se reforçar é essa e avança-se já com a soma de 18 milhões de euros para contratar o jogador. O empresário Jorge Mendes fez a viagem para Londres com a equipa mas tem linha directa para o Chelsea e não vem por causa disso. O que é curioso é como, há três anos, quando o FC Porto treinado por Mourinho defrontou o Manchester na mesma fase da prova, se avançava o interesse então deste clube em Paulo Ferreira. Na altura os dragões eliminaram a equipa de Ferguson e foram os vencedores da Champions. Pode ser que seja um sinal...
JOHN TERRY DE FORA 15 DIAS
John Terry não vai jogar amanhã pelo Chelsea frente ao FC Porto. O defesa sofreu na semana passada uma violenta pancada na cabeça de Diaby, do Arsenal, na final da Taça da Liga, e estará 15 dias sem jogar. O ‘Sunday Telegraph’ critica Mourinho e os médicos do Chelsea por terem deixado Terry festejar com os companheiros à noite, após o jogo, quando ele “entaramelava a fala e não tinha estado a beber”. Diz ainda que só na segunda-feira, quando o jogador começou a sentir “dores de cabeça que lhe não permitiam ver e tonturas” é que os médicos decidiram fazer um exame à cabeça.
“Já vi o lance na TV e não foi bonito, conta Terry. Lembro-me de ver a bola e de pensar que podia marcar golo – foi azar de Diaby porque ele não me viu. Um empregado do clube que foi na ambulância comigo até me disse que pensava que eu estava morto. Agora sinto-me bem mas os médicos disseram que era melhor estar 15 dias parado.”
"É MUITO DIFÍCIL GANHAR-NOS EM CASA"
José Mourinho prevê para amanhã um jogo equilibrado entre o Chelsea e o FC Porto. Mas diz acreditar que a sua equipa vai passar aos quartos-de-final, pois para tanto “basta não sofrer golos”. Em entrevista concedida à RTP, o técnico português explicou que é muito difícil a qualquer adversário ganhar em Stamford Bridge. “São três anos a ganhar em casa em quase todos os jogos. Nesta fase da Champions League é importante as equipas serem pragmáticas e objectivas. Sabemos que se não sofrermos golos seguimos em frente. O que não significa que vamos passar 90 minutos a pensar nisso. É importante jogar com o objectivo de fazer golos para tornar as coisas mais fáceis.”
Mourinho aceita com naturalidade o discurso de Jesualdo, quando este diz que acredita ser possível ganhar em Londres. “É uma mensagem óbvia. Eu também estou convencido de que vou passar a eliminatória. Mal seria de Jesualdo Ferreira se passasse aos seus jogadores a mensagem de que não acredita. Tal como já disse, falar é fácil, mais difícil é conseguir os objectivos.”
O técnico do Chelsea revelou ainda que Quaresma não será alvo de marcação especial, “tal como aconteceu no Porto”, mas diz que merece “respeito, tal como outros jogadores”. Na curta entrevista, Mourinho preveniu ainda para o facto de o jogo de amanhã poder não ser um grande espectáculo. “Nesta fase da competição as equipas são pragmáticas, querem é passar à fase seguinte.”
APONTAMENTOS
SIR BOBBY
No ‘Mail on Sunday’ Bobby Robson dá o veredicto e não tem dúvidas: qualifica-se o Chelsea. Para o treinador que iniciou a saga do Penta no FC Porto, “Drogba é o jogador-chave e é mais consistente do que Thierry Henry”. Os defesas do FC Porto não “o conseguirão agarrar”, diz.
PSV
Alguns jornais ingleses referiam-se ao facto de Mathieu Sprengers, dirigente holandês com grande poder na UEFA, ter dito que pode haver problemas pelo facto de Alex e Alcides pertencerem ao Chelsea e jogarem no PSV. Até porque há notícias de Kalou poder ir para o PSV.
TRÊS MIL
A casa do FC Porto em Londres só teve direito a 400 bilhetes, mas tinha vendido mil. Vai ter de devolver o dinheiro a 600 portugueses que já tinham os ingressos comprados, porque o estádio está cheio. Amanhã deverão estar cerca de três mil portugueses nas bancadas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)