Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Central Pepe rende mais 30 milhões aos dragões

Pepe deixou ontem o FC Porto para representar o Real Madrid nas próximas cinco épocas. A transferência do central de 24 anos, que chegou ao Dragão há duas épocas vindo do Marítimo por escassos dois milhões de euros, gerou uma valorização de 28 milhões e vai proporcionar um encaixe financeiro de 30 milhões aos cofres portistas.
11 de Julho de 2007 às 00:00
Em duas temporadas de dragão ao peito, Pepe valorizou-se 28 milhões de euros
Em duas temporadas de dragão ao peito, Pepe valorizou-se 28 milhões de euros FOTO: Nacho Doce / Reuters
Chega ao fim um dos mais aguardados negócios do FC Porto deste defeso, depois de vários clubes europeus terem manifestado interesse no central, que dentro de dias deixa de ter estatuto extracomunitário.
Recorde-se que Pepe está a tratar do seu processo de naturalização, o que não passou despercebido a alguns dos potenciais interessados, como a Fiorentina, AC Milan, Chelsea, Barcelona e até Juventus, que chegou a acenar com o ex-benfiquista Fabrizio Micolli para abater ao valor pretendido pelo FC Porto para deixar sair o atleta.
Todos estes interessados esbarraram na fasquia de 30 milhões de euros pedida por Pinto da Costa, que entendia que Pepe tinha um valor de mercado semelhante ao de Ricardo Carvalho, que há três épocas foi vendido ao Chelsea de José Mourinho.
O FC Porto oficializou a transferência de Pepe para o Real Madrid na manhã de ontem e o jogador já não realizou o treino matinal dos dragões, que estão a estagiar na cidade holandesa de Tegelen.
Pepe viajou para Espanha para os habituais testes médicos, surpreendendo mesmo os seus colegas presentes no estágio na Holanda, de quem nem tão pouco se despediu.
Jesualdo Ferreira, técnico portista, acabou por ser o porta-voz do grupo e falou da transferência de Pepe, tecendo rasgados elogios ao agora jogador ‘merengue’.
“Pepe foi um jogador importante no FC Porto, mas também o clube foi importante para o seu crescimento. No último ano, chegou a patamares de rendimento que o projectaram para um clube como o Real Madrid. Todos nós desejamos-lhe a maior sorte do Mundo”, afirmou o técnico azul-e-branco.
Diga-se ainda que o Marítimo e o Corinthians Alagoano, do Brasil, têm direito a cinco por cento da venda de Pepe, pela formação do central brasileiro.
OPINIÃO DOS NOTÁVEIS
"SURPREENDE O PASSIVO" Júlio Magalhães, Jornalista
“É um grande negócio. É impossível, por um preço destes, segurar um jogador. A missão de um clube como o FC Porto é precisamente esta: encontrar um jovem jogador e depois rentabilizá-lo. Não há outra solução, a não ser manter este tipo de política. A única coisa que me surpreende é o passivo. O FC Porto conseguiu rentabilizar a equipa, manteve a qualidade, mas ainda não aliou a isso um clube financeiramente saudável”.
"VENDER PARA AMORTIZAR" Manuel Serrão, Empresário
“Este negócio não o torna muito diferente do de Anderson. A partir do momento em que alguém paga por um jogador o seu valor justo de mercado, o FC Porto não tem outra opção que não seja vendê--lo. Como adepto, lamento que haja quem consiga pagar este valor pelo Pepe, porque eu gostaria que ele continuasse. É a vender jogadores que o clube amortiza o passivo. Mas o FC Porto existe para ganhar títulos e não para dar lucro”.
"PASSIVO ACEITÁVEL" Guilherme Aguiar, Autarca
“É um negócio excelente, fantástico e irrecusável. O FC Porto está a fazer uma gestão pelo lado passivo. Não é o FC Porto que está a pôr jogadores à venda. É o mercado que procura os jogadores portistas. Os 118 milhões de euros de passivo são aceitáveis, comparativamente com o dos outros clubes concorrentes, como Sporting e Benfica. Se o FC Porto conseguir amortizar em 50 por cento esta época, tem um exercício excelente”.
118 MILHÕES DE PASSIVO
O FC Porto já encaixou quase 200 milhões de euros com a transferência de jogadores desde que venceu a Liga dos Campeões, em Maio de 2004.
Este defeso já arrecadou 69 milhões de euros e é o campeão europeu de receitas com transferências. Mesmo assim, a SAD azul e branca liderada por Pinto da Costa apresenta um passivo consolidado de 118 milhões de euros, de acordo com as últimas contas relativas a 31 de Março de 2007.
Números que deixam alguns adeptos apreensivos, até porque saíram muitos jogadores fundamentais na equipa. Antes das vendas de Pepe, Anderson, Ricardo Costa e Hugo Almeida, que permitiram o encaixe de 69 milhões de euros nos cofres do Dragão, jogadores como Ricardo Carvalho, Deco e Paulo Ferreira também permitiram um bolo significativo nos dias imediatos ao feito de José Mourinho. O técnico rendeu aos dragões 2,5 milhões de euros.
TRANSFERÊNCIAS (em milhões de euros)
- Paulo Ferreira / Chelsea / 20
- Ricardo Carvalho / Chelsea / 30
- Costinha / D. Moscovo / 4
- Maniche / D. Moscovo / 16
- Pedro Mendes / Tottenham / 3
- Deco / Barcelona / 21
- Carlos Alberto / Corinthians / 3
- Derlei / D. Moscovo / 8
- Seitaridis / D. Moscovo / 10
- Nuno E. Santo / D. Moscovo / 2,7
- Luís Fabiano / Sevilha / 2,2
- Nuno Valente / Everton / 2
- Benni McCarthy / Blackburn / 2,5
- Diego / W. Bremen / 6
- Hugo Almeida / W. Bremen / 4
- Ricardo Costa / Wolfsburgo / 4
- Anderson / M. United / 30
- Pepe / R. Madrid / 30
APONTAMENTOS
LUCHO
O Valência insiste na contratação de Lucho Gonzalez, mas o FC Porto recusou uma proposta de 16 milhões de euros pelo médio argentino. Em Espanha, acredita-se que por cerca de 18 milhões de euros o médio argentino, que está neste momento a disputar a Copa América, vai ser ‘che’.
QUARESMA
A concorrência do Liverpool por Quaresma pode levar o Atlético de Madrid a virar-se para outras alternativas. O argentino Riquelme surge como alternativa caso falhe a contratação do ‘mustang’. O Liverpool tem Portugal como um dos mercados privilegiados, pois já na época passada quis levar Simão.
MARIANO
O FC Porto está interessado em Mariano Gonzalez, extremo argentino de 26 anos que jogou a temporada anterior no Inter de Milão, por empréstimo do Palermo. Mariano Gonzalez foi companheiro de Lisandro Lopez no Racing Avalleneda, da Argentina, e já fez saber que não pretende regressar ao clube siciliano.
Ver comentários