Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

César Boaventura diz ter sido ameaçado por Vítor Catão com arma de fogo

Agente viveu momentos de aflição, quando foi confrontado e já garantiu que irá avançar com processo para Tribunal.
25 de Março de 2019 às 19:06
A carregar o vídeo ...
César Boaventura diz ter sido ameaçado por Vítor Catão com arma de fogo
O agente César Boaventura disse ter sido ameaçado por Vítor Catão com uma arma de fogo.

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, confrontou César Boaventura devido às declarações por este proferidas relativas ao universo portista. Foram três vídeos que Vítor Catão partilhou no Facebook, em que, num tom bastante exaltado, procurava explicações do empresário dentro do carro deste, ao mesmo tempo que fazia vídeos em direto naquela rede social.

Tudo se passou junto das instalações do clube de Gondomar, embora todos os vídeos tenham sido gravados dentro do carro de César Boaventura. Inicialmente, foi pedido a este que colocasse a música da tourada, utilizada pelo Benfica no final do jogo da primeira volta, frente ao FC Porto, tendo depois Vítor Catão - que a certo momento deu uma chapada na cara do empresário - pedido que César Boaventura justificasse tudo o que tem vindo a dizer sobre os Super Dragões, Pinto da Costa e Francisco J. Marques. 

Numa publicação posterior no Facebook, o empresário assinalou que irá avançar para tribunal. "Fui coagido e ameaçado pelo senhor Vítor Catão com arma de fogo. O resto segue para as instâncias legais. O futebol é isto no norte. Impera a mentira, coação e agressão. Com o tempo toda gente vê o que me move! Queria obrigar-me a dizer inverdades!!!", escreveu Boaventura.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)