Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Clube exige 150 milhões de euros a Oliveira

A SAD do Benfica já colocou um preço nos direitos televisivos da equipa no campeonato nacional: qualquer proposta abaixo de 150 milhões de euros (por cinco épocas, significa 30 milhões por ano) deve ser recusada.
7 de Março de 2012 às 01:00
Luís Filipe Vieira e Joaquim Oliveira negoceiam os direitos televisivos do Benfica
Luís Filipe Vieira e Joaquim Oliveira negoceiam os direitos televisivos do Benfica FOTO: Pedro Ferrari/lusa

A sociedade comunicou ontem ao mercado que rejeitou uma proposta da Controlinveste de 111 milhões de euros para a venda dos jogos das águias durante cinco épocas, o que equivalia a uma média de 22,2 milhões por ano. Contudo, isto não significa que o assunto esteja encerrado, já que os encarnados admitem voltar a vender os jogos a Joaquim Oliveira, desde que este atinja o valor exigido.

No entanto, dado que o contrato em vigor com a Controlinveste termina na próxima temporada, Luís Filipe Vieira quer resolver o tema o mais rápido possível.

Assim, e caso não seja alcançado um acordo, a SAD está a estudar uma alternativa própria: emitir os jogos realizados no Estádio da Luz na Benfica TV. A solução poderá passar pelos clientes das operadoras de televisão por cabo que têm a Benfica TV – como a Meo – pagarem um valor mensal para ver as partidas. Quem não quiser aderir, continua a ter acesso ao canal, mas não pode ver os jogos.

Além disso, a SAD conta aumentar as receitas através da venda de publicidade e da colocação dos encontros em países como Angola e Moçambique. França e Luxemburgo, onde existem muitos portugueses, também estão na mira.

Benfica Olivedesportos Direitos Televisivos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)