Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Clube reclama espaço de treino

A guerra das rampas recomeçou no Parque da Juventude de Portimão. O circuito de BMX street ali existente foi retirado há três anos sob pressão de moradores vizinhos, mas o Clube Bicross de Portimão insiste na necessidade daquele espaço de treino, para uma modalidade que, em breve, será olímpica e na qual tem um vice-campeão nacional.
12 de Setembro de 2010 às 00:30
Realização de prova internacional de BMX street reavivou a polémica das rampas no Parque da Juventude
Realização de prova internacional de BMX street reavivou a polémica das rampas no Parque da Juventude FOTO: Paulo Marcelino

Em causa estão o ruído e a promessa feita aos moradores pelo presidente da autarquia, Manuel da Luz, de manter o Parque da Juventude como espaço de lazer e de não instalar rampas.

Nos últimos dias, foi ali instalado um circuito para uma prova internacional, a Rebel Jam, que decorre neste fim-de-semana. Os moradores questionaram a Câmara Municipal, que lhes garantiu que as rampas eram provisórias. "Não volto atrás", disse ontem ao CM Manuel da Luz. Valter Guerreiro, presidente do Bicross, garante que este circuito, que custou 75 mil euros e foi doado ao clube, é menos ruidoso e propõe soluções. "Temos dinheiro para instalar uma barreira sonora e podiam ser impostos horários de utilização", referiu ao CM.

A Câmara está a instalar rampas perto da Casa das Artes, a título provisório. "Estamos a pensar num espaço para fazer um parque de desportos radicais. A solução tem de ser encontrada até ao final do mandato", diz Manuel da Luz.

Ver comentários