Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Com a marca de Bosingwa

Uma fantástica jogada do defesa José Bosingwa permitiu ontem a André Villas-Boas conhecer o sabor da vitória como técnico principal de uma equipa inglesa. Com o jogo empatado 1-1 a sete minutos do final, o internacional português protagonizou uma fantástica arrancada no flanco direito, passou por dois adversários e cruzou a preceito para junto do poste mais distante, onde surgiu Malouda a concluir facilmente. O mérito maior do golo terá de ser creditado ao antigo jogador do FC Porto e do Boavista.
21 de Agosto de 2011 às 00:30
Malouda agradece a Bosingwa o excelente passe para o segundo golo, o da vitória
Malouda agradece a Bosingwa o excelente passe para o segundo golo, o da vitória FOTO: Jonathan Brady/EPA

Após um começo hesitante na Premier League (empate 0-0 no terreno do Stoke City), o Chelsea entrou mal também neste encontro e aos quatro minutos sofreu um golo, após deslize do defesa Alex (David Luiz está lesionado e não jogou).

Sem impressionar, a equipa comandada por Villas-Boas chegou ao empate aos 53’, por Anelka. A reviravolta aconteceu já perto do final do jogo, mas depois do golo de Malouda ainda houve tempo para ver Hilário brilhar na baliza (lesão do titular Petr Cech).

MEIRELES DÁ GÁS AOS REDS

O internacional português Raul Meireles foi decisivo na vitória do Liverpool (2-o) no terreno do Arsenal. Um pouco inexplicavelmente, o treinador dos reds, Kenny Dalglish, deixou o melhor jogador da Liga inglesa da época passada no banco, de início, tal como o avançado uruguaio Luis Suarez. Entraram ambos aos 71 minutos, quando o resultado estava em 0-0. De duas jogadas entre ambos (78’ e 90’) nasceram os dois golos do jogo, o primeiro apontado por Ramsey (autogolo), e o segundo por Suarez.

CHELSEA BOSINGWA VILLAS-BOAS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)