Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Com o livre do costume

O pior Sporting da época salvou ontem três pontos na Figueira da Foz, vencendo a Naval por 1-0, graças a um livre directo apontado por Ronny, a dois minutos do fim.
27 de Novembro de 2006 às 00:00
Carlitos tenta desarmar o jovem ‘leão’ João Moutinho: a Naval 1.º Maio só caiu à beira do fim
Carlitos tenta desarmar o jovem ‘leão’ João Moutinho: a Naval 1.º Maio só caiu à beira do fim FOTO: Paulo Novais, Lusa
Depois de assim terem ganho na Madeira ao Marítimo – então foi Tello a marcar – os ‘leões’ voltaram a usar o mesmo expediente. Mas não deixa de ser preocupante que não façam eles mesmos um golo de bola corrida há um mês (desde a visita a Aveiro, a 27 de Outubro) e que, embora lhes tenham pertencido as quatro melhores ocasiões de golo, tenham sido dominados durante quase metade do jogo – desde os 25 minutos, até ao momento em que Paulo Bento mexeu na equipa.
O Sporting até podia ter marcado no período inicial. No primeiro minuto Liedson chegou a um canto de Tello e obrigou Taborda a defender sobre a linha. Aos 27’, isolado por Nani, o ‘levezinho’ voltou a mostrar que precisa de trabalhar mais a finalização quando levantou demasiado a aba do chapéu que fez a Taborda após ser isolado por Alecsandro e viu a bola passar sobre a barra. Esse lance marca a libertação da Naval, que adiantou as linhas e passou a aproximar-se mais da baliza de Ricardo, criando as condições para que os cruzamentos de Mário Sérgio se tornassem mais perigosos – até ao intervalo Saulo esteve duas vezes perto do golo, num remate de ressaca aos 30’ e num desvio ao primeiro poste, aos 34’.
A toada do jogo só mudou quando Paulo Bento mexeu na equipa, trocando Custódio por Romagnoli e subindo Tello para o meio-campo, com a entrada de Ronny. O Sporting voltou a chegar perto da baliza e Bueno, em duas ocasiões, ficou mesmo a dever o golo aos adeptos. Especialmente aos 83’, quando surgiu a cabecear junto ao poste e permitiu a defesa de Taborda. Até que, aos 88’, com um livre potente, Ronny formalizou uma ‘vitória cínica’, à italiana.
POSITIVO: ORDEM E SEGURANÇA
A ordem é da Naval – com aqueles dois pivôs a meio-campo e extremos rápidos, a equipa de Mira tem futuro nesta Liga. Ontem, contra uma equipa que gosta e sabe ter a bola, determinou o sentido de jogo durante mais de meio desafio. A segurança é do Sporting, onde o guarda-redes e os centrais se aguentaram bem, mesmo com alguns cruzamentos vindos de perto da linha de fundo.
NEGATIVO: 'LEÕES' ADORMECIDOS
Alecsandro vinha-se assumindo como melhor parceiro para Liedson na frente do ataque leonino, mas ontem brindou os espectadores com 62 minutos de total irrelevância. Martins, que tinha sido o melhor contra o Marítimo e ausência notada no onze de Milão, não foi capaz de um remate, de uma mudança de velocidade, de uma assistência. Com eles em campo, o Sporting era uma pêra doce.
APONTAMENTOS
“VITÓRIA JUSTA”
O treinador do Sporting, Paulo Bento, afirmou que esta “foi uma vitória justa”. Sobre o próximo jogo, com o Benfica, referiu: “É um dérbi, mas não é um jogo que decida o que quer que seja. Mas poder deixar um adversário a dez pontos é sempre importante.”
ESPIONAGEM
O Benfica enviou à Figueira da Foz um colaborador da equipa técnica para observar mais de perto algumas nuances da forma de actuar da equipa do Sporting. Recorde-se que o dérbi é já na próxima sexta-feira.
POUCO INTERESSE
Contrariamente ao que é habitual, pois há muitos sportinguistas na zona Centro do País, a visita do Sporting à Figueira da Foz não suscitou grande entusiasmo, desta vez. A hora tardia e o jogo ser num domingo à noite podem ser a razão.
FICHA DO JOGO
Local: Estádio José Bento Pessoa, Figueira da Foz (2.577 Espectadores)
Árbitro: Paulo Costa (Porto)
NAVAL 1.º MAIO: Taborda, Mário Sérgio, Paulão, Fernando, Carlitos, Fajardo (Pimenta, 74m), Orestes, Gilmar, Saulo (Tiago Fraga, 84m), Nei, Lito. Treinador: Fernando Mira.
SPORTING: Ricardo, Miguel Garcia, Tonel, Polga, Tello, Carlos Martins (Ronny, 74m), Custódio (Romagnoli, 62m), Nani, João Moutinho, Alecsandro (Bueno, 62m), Liedson. Treinador: Paulo Bento.
Marcador: 0-1, Ronny (88m)
Acção disciplinar: cartões amarelos - Carlitos (17 e 90 1m), Gilmar (52m), Mário Sérgio (58m), Miguel Garcia (61m); cartão vermelho - Carlitos (90 1m)
Melhor jogador: Polga
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)