Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Com sabor a campeonato

O Sporting empatou ontem no terreno do Sporting de Braga numa partida já com sabor a campeonato entre duas equipas consistentes, com os ‘leões’ melhores na primeira parte e os bracarenses por cima na segunda.
6 de Agosto de 2006 às 00:00
Não se viu um Sporting imperial como no Torneio do Guadiana por culpa do Braga que, pelo que se viu ontem, deve voltar a lutar pelos lugares cimeiros da Liga. Carvalhal não mexeu muito na estrutura de Jesualdo – os reforços Irineu, Paíto e Zé Carlos foram as únicas novidades no onze inicial – e por isso viu-se já uma equipa rotinada. Além do mais o plantel é riquíssimo e Carvalhal pôde lançar uma equipa nova na segunda parte com jogadores do gabarito de Hugo Leal, Ricardo Chaves, Maciel, João Pinto, João Tomás...
Paulo Bento utilizou a defesa que deverá ser a titular (só falta o guardião Ricardo) e um meio-campo com Paredes mais fixo e três elementos muito móveis no apoio a Liedson e Bueno. A primeira parte foi interessante, equilibrada e com intensidade apreciável para um particular. O Sporting esteve por cima mas foi o Braga que marcou primeiro, com o pequeno Zé Carlos a saltar melhor que Polga e Tonel batendo um Tiago que saiu em falso. A resposta ‘leonina’ foi rápida e Romagnoli fabricou o golo do empate, apontado por Carlos Martins com culpas para Paulo Santos. Os ‘leões’ subiram e Liedson falhou dois golos antes do intervalo.
O Braga jogou com a tal equipa nova na segunda parte e dominou quase sempre, criando ocasiões de golo suficientes para vencer. Vandinho, João Pinto e Matheus viram Tiago negar-lhes o golo.
POSITIVO
ROMAGNOLI
O médio argentino continua a desmentir o que dele se viu a época passada. Ontem, Romagnoli voltou a distinguir-se, acima de tudo pela qualidade do último passe. No lance do golo ultrapassou três adversários antes de assistir Martins e depois teve uma abertura genial a isolar Liedson. Assim, Bento vai continuar a apostar nele.
NEGATIVO
2ª PARTE DO SPORTING
Apesar da velha máxima do futebol, segundo a qual uma equipa só joga o que a outra deixa, a verdade é que exigia-se mais do Sporting no segundo tempo. O Braga foi responsável porque jogou com uma equipa praticamente nova, fresca, mas os ‘leões’ estiveram abaixo das suas capacidades. O cansaço da pré-época pode ajudar a explicar o apagamento.
CARLOS BUENO JOGADOR A REVER
ww A estreia do avançado Carlos Bueno pelo Sporting não foi especialmente feliz, porque o uruguaio revelou naturais dificuldades de entendimento com Liedson e também porque, perto da área, falhou quase sempre no último passe e não teve ensejo de aplicar o remate. Ainda assim, nos 45 minutos que esteve em campo, mostrou qualidades importantes: é tecnicamente evoluído, joga de cabeça levantada e sacrifica-se em missões defensivas. Trata-se, por isso, de um jogador a rever.
APONTAMENTOS
MARISA DE VERDE FLURESCENTE
Marisa Cruz fez questão de estar na bancada para apoiar João Pinto. Com o novo equipamento dos bracarenses, verde fluorescente, não passou despercebida.
TAPETE VERMELHO PARA DESFILE
Uma festa de arromba. Muita música e cor na apresentação do Sp. Braga, não faltou um tapete vermelho na apresentação individual dos jogadores, com João Pinto a brilhar.
RICARDO ELEITO O 7º MAIS MEDIÁTICO
O guarda-redes do Sporting e da selecção nacional Ricardo foi eleito, pela agência espanhola EFE, como o sétimo jogador mais mediático do último Mundial de futebol. Zidane foi considerado o mais mediático do torneio, seguido de Ronaldo e Thierry Henry.
Ver comentários