Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

"Como pessoa já perdeu o meu respeito há muito tempo": Éder responde a vídeo de Susana Torres

Marcador do golo que deu o Euro 2016 a Portugal foi convidado de um programa de rádio onde fez várias revelações sobre a mental coach da altura.
Correio da Manhã 27 de Março de 2023 às 23:52
Éder e Susana Torres
Éder e Susana Torres

A relação entre o marcador do histórico golo que deu o campeonato da Europa de futebol em 2016 a Portugal, Éder, e a mental coach do jogador na altura, Susana Torres, já se tinha deteriorado há algum tempo, mas nos últimos dias teve um novo capítulo crítico.

Susana Torres fez, no domingo, uma publicação no Instagram onde criticou uma entrevista de Éder num programa da Rádio Renascença. "Nestes últimos dias, num enquadramento que é tudo menos inocente, o Éder foi convidado a vir da Bélgica a Portugal para participar num programa que tinha propósitos e objetivos muito claros. O Éder talvez não tenha percebido, mas acho que toda a gente percebeu, o porquê do convite surgir deste programa, precisamente neste momento", começou por dizer a mental coach no vídeo partilhado.

"Toda a gente percebeu que aquilo não foi uma entrevista, mas sim algo cuidadosamente preparado com um único objectivo, atingir-me. Com perguntas previamente elaboradas e pedidos de comentários a certos pormenores, o Éder cumpriu o seu papel no ataque que estava devidamente preparado, acabando por dar respostas, as respostas pretendidas. E lá conseguiram, que ele dissesse tudo, menos a verdade. Conseguiram mesmo que ele dissesse que dar-me um pontapé, era mais importante que o pontapé do golo da final, pelo qual sempre o iremos lembrar", afirmou Susana Torres.

Mas a mental coach não ficou por aqui e decidiu atacar Éder pessoalmente. "Pergunto eu, já não como profissional, mas apenas como Susana. Como lembras o tempo em que, por razões que não tinham nada a ver com futebol, te refugiaste na minha casa, morando com toda a minha família, que te acolheu e te apoiou, com quem tu estavas quando recebeste a notícia da tua convocatória para a seleção?" questionou. "Talvez eu fosse a última pessoa a merecer que ele tivesse feito isto. A diferença é que ele era sozinho, as críticas atingiam-no só a ele. No meu caso, eu tenho três filhos de 11, 14 e 16 anos, e está a atingir-nos a todos. Talvez seria interessante também perguntar-lhe, como será que ele se sente em relação a isto?".

Passado um dia destas afirmações, o ex-jogador da seleção nacional portuguesa de futebol recorreu também ao Instagram para responder às acusações e ataque feitos por Susana Torres. "No final do jogo que deu a Portugal a vitória no Euro 2016, fiz questão de agradecer à Susana Torres, mental coach com quem trabalhava nessa altura. Fi-lo (e voltaria a fazê-lo) porque acredito que devemos ser gratos, e quis retribuir essa ajuda, contribuindo também para o sucesso profissional da Susana. Fico, por isso, perplexo, quando vejo agora Susana Torres acusar-me de ingratidão", começou por escrever Éder.

"Deixei de trabalhar com a Susana em outubro de 2016, quatro meses depois do Campeonato da Europa porque percebi que já não tínhamos o mesmo objetivo: eu queria concentrar-me na minha carreira de futebolista e a Susana queria  que eu pedisse folgas ao meu treinador para vir a Portugal dar entrevistas para promover o seu trabalho (incluindo o livro para o qual cedia a minha imagem e história, sem receber um cêntimo em troca", continuou o jogador.

Ao longo da publicação Éder, tal como fez no programa de Joana Marques, desmente várias afirmações feitas por Susana Torres. "Que a Susana me mandou procurar clubes europeus em zona de despromoção, e que eu próprio liguei para oito treinadores e ouvi "não" de todos, menos de um: é falso. (e qualquer pessoa que entenda o mínimo de futebol profissional sabe que isto não acontece)", é um dos exemplos de afirmações desmentidas pelo jogador.

"A Susana Torres pode continuar a fazer vídeos e a tentar manipular a opinião das pessoas como entender, essa é mais a área de especialização dela, não a minha. Estarei sempre agradecido pelo processo de coaching que fiz com a Susana Torres, num período dificil da minha carreira, mas a Susana como pessoa já perdeu o meu respeito há muito tempo", finalizou Éder.

Ver comentários
C-Studio