Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

CONTRATAÇÃO DE DECO DIVIDE BARCELONA

A contratação de Deco pelo Barcelona está a provocar uma indisfarçável divisão na direcção do clube. Desde a primeira hora que parte da equipa liderada por Joan Laporta defendeu a contratação do alemão Michael Ballack, só que o negócio com o Bayern de Munique nunca chegou a conhecer grandes desenvolvimentos e tendo em conta que os bávaros pediram 100 milhões de euros para a saída do médio internacional.
4 de Julho de 2004 às 00:02
Ainda de acordo com o jornal ‘As’, o ‘Barça’ só partiu para a segunda escolha e reacendeu o namoro com Deco quando o ‘vice’ Sandro Rosell foi aconselhado por Scolari a comprar o ‘mágico’ dos dragões. Pertence ao seleccionador português a ideia que Deco e Ronaldinho Gaúcho juntos até “farão chover...”
Só que alguns dirigentes não concordam com os alegados números do negócio com o FC Porto – 15 milhões de euros e a cedência de Quaresma a título definitivo –, defendendo que o jovem extremo deveria apenas ser emprestado por estar incompatibilizado com o técnico Frank Riijkard. Caso Quaresma não ceda a ingressar nos dragões, o Barça terá que pagar mais de 20 milhões de euros pela transferência de Deco, valor considerado alto pela facção mais crítica de Camp Nou. Entretanto, o vice para a área financeira, Ferran Soriano, já confirmou as negociações por Deco, mas remete para depois da final do Euro’2004 mais esclarecimentos: “Tanto o jogador como a selecção têm o seu compromisso mais importante. Apenas segunda-feira se saberá mais...”, deixou escapar o dirigente do Barcelona, que esta noite na final da Luz deverá fazer-se acompanhar por Sandro Rosell e possivelmente Joan Laporta.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)