Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Coração assusta Pinto da Costa

Pinto da Costa recebeu assistência médica na viagem de regresso, de Nicósia, da comitiva do FC Porto. Duas horas após a derrota (1-2) diante do Apoel, o líder portista, de 73 anos, sentiu uma quebra de tensão e chegou a alarmar a sua namorada, Fernanda Miranda, que o acompanhou na viagem a Chipre.
2 de Novembro de 2011 às 22:05
Depois de superar a crise que o afectou no avião durante a viagem de Chipre para o Porto, Pinto da Costa desembarcou pelo seu próprio pé no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e, ontem à tarde, esteve no treino do FC Porto
Depois de superar a crise que o afectou no avião durante a viagem de Chipre para o Porto, Pinto da Costa desembarcou pelo seu próprio pé no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e, ontem à tarde, esteve no treino do FC Porto FOTO: Miguel Pereira da Silva

De acordo com testemunhas, Pinto da Costa deitou-se nos quatro bancos centrais do avião, a pedido do médico dos dragões, Nelson Puga, mas a maioria dos passageiros não se apercebeu por se encontrar a dormir. Além do ‘staff’ clínico dos portistas e da namorada, foi auxiliado por Helton e pelos dirigentes Antero Henrique e Reinaldo Teles. A indisposição durou meia hora. À chegada ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, Pinto da Costa fez questão de desembarcar pelo seu próprio pé.

Ainda assim, a namorada não disfarçou o semblante carregado, até porque não foi a primeira vez que o coração do presidente portista cedeu à pressão no calor de jogos e de acontecimentos relacionados com o FC Porto.

O maior susto foi em Sevilha, na primeira final europeia de José Mourinho, em 2002/03, após o triunfo (3-2) sobre o Celtic de Glasgow. Chegou a perder os sentidos por vários minutos. Em 2004, novas quebras de tensão: a primeira num restaurante em Miramar (Gaia) e a segunda quando Mourinho deixou o FC Porto. Na altura, ficou revoltado com o empresário Jorge Mendes e teve de ser assistido em casa. Em 2007, desfaleceu durante o jogo do título frente ao D. Aves. Os avenses empataram antes do intervalo. Pinto da Costa sentiu-se mal e não assistiu ao triunfo dos dragões, que venceram por 4-1.

VÍTOR PEREIRA CONTESTADO POR ADEPTOS

Vítor Pereira foi recebido com insultos e assobios no Aeroporto Francisco Sá Carneiro. A comitiva portista aterrou pouco depois das 06h00 de ontem, e dezenas de adeptos não pouparam críticas à exibição e à derrota em Chipre (1-2, diante do Apoel), na 4ª jornada da Liga dos Campeões.

O treinador, no entanto, continua a ter a confiança do presidente do FC Porto. É que Pinto da Costa fez questão de o apoiar no treino da tarde, mesmo após ter passado mal durante a viagem efectuada de madrugada.

O líder portista esteve vários minutos à conversa com Vítor Pereira.

LIGA DOS CAMPEÕES FC PORTO APOEL CHIPRE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)