Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

COSTINHA VAI A SEVILHA MESMO QUE NÃO RECUPERE

O portista Costinha foi ontem de manhã reavaliado na sequência da dor que denotou na face posterior da coxa direita aquando da partida com o Paços de Ferreira, mas só hoje terá mais dados em concreto quanto a uma eventual recuperação para a final da Taça UEFA frente ao Celtic de Glasgow.
13 de Maio de 2003 às 00:00
No entanto, seja qual for o resultado dos exames, o internacional Costinha já deixou claro que vai a Sevilha: "É óbvio que vou a Sevilha. Se puder jogar, melhor. Se não puder jogar, lá estarei a apoiar os meus companheiros", explicou o médio defensivo, argumentando que no FC Porto cultiva-se a ideia de grupo.
"Tanto aqueles que jogam, como os que não jogam, estão orgulhosos de poder representar o FC Porto em Sevilha", esclareceu o ex-monegasco, que recordou um outro episódio semelhante ao que viveu no último domingo na Mata Real: "Veio-me à ideia uma altura do ano passado, quando diante do Santa Clara, senti a a mesma coisa", explicou o internacional portista, reconhecendo que na altura não fez a melhor avaliação da lesão.
"Fui burro, dado que continuei a correr e aumentei a lesão. Por isso, quando senti a primeira picada, parei imediatamente para não agravar a situação", explicou Costinha.
Nem tudo são apreensões para os portistas, dado que ontem o ponta--de-lança Jankauskas já treinou em pleno depois de um longo período de inactividade na sequência da lesão na coxa esquerda. Ontem, o dianteiro lituano trabalhou em pleno e marcou golos. Numa sessão que se prolongou por cerca de uma hora e meia, o grupo de trabalho portista insistiu na circulação de bola, com muita pressão e marcações individuais. Neste treino realizado no Estádio das Antas e à porta aberta, o lateral Nuno Valente surgiu com o joelho esquerdo protegido, mas também já deu indicações de franca recuperação.
Na contagem decrescente para a final de Sevilha, o grupo de trabalho portista já começou a trabalhar com bolas Adidas semelhantes às que vai encontrar no confronto com o Celtic de Glasgow. E para que nenhum pormenor seja descurado, ontem de manhã não passou despercebida a presença do 'espião' André Vilas Boas, que assistiu ao último jogo do Celtic frente ao Hearts.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)