Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

CR7 trocava Bota de Ouro pela Champions ou Liga

O extremo internacional português Cristiano Ronaldo disse esta sexta-feira que trocava a Bota de Ouro, prémio que distingue o melhor marcador dos campeonatos europeus de futebol, por um título colectivo com o Real Madrid.
4 de Novembro de 2011 às 17:05
Cristiano Ronaldo disse que "gostaria de ganhar alguma coisa a nível colectivo" pelos "merengues"
Cristiano Ronaldo disse que 'gostaria de ganhar alguma coisa a nível colectivo' pelos 'merengues' FOTO: Javier Lizon/EPA

"Trocava já a Bota de Ouro pela conquista da Liga dos Campeões ou da Liga espanhola", afirmou Cristiano Ronaldo, na cerimónia de entrega do prémio que arrecadou graças aos 40 golos marcados ao serviço do Real Madrid na época passada.  

Cristiano Ronaldo disse que "gostaria de ganhar alguma coisa a nível colectivo" pelos "merengues", manifestando-se esperançado: "A equipa está bem, e estou com muita confiança de que este ano vai ser um ano à Real Madrid." 

Depois de receber o prémio, entregue por Eusébio e Alfredo Di Stefano, Cristiano Ronaldo dedicou-o a "todos os portugueses", e disse querer partilhá-lo com os companheiros, equipa técnica, adeptos do Real Madrid e com a família. 

"NÃO SEI SE VOU RECEBER A TERCEIRA BOTA"

Ronaldo, que já tinha conquistado a Bota de Ouro em 2008, garantiu que por agora não pensa na conquista do terceiro galardão: "Vou desfrutar deste momento, porque agora não sei se vou receber a terceira bota".  

O jogador não esqueceu o Manchester United, para o qual se transferiu do Sporting em 2003, nem o treinador Alex Ferguson, que está a comemorar 25 anos no comando técnico da equipa inglesa.  

"Parte do meu êxito passa pelo que aprendi no Manchester United", disse, acrescentando: "Ferguson está no lote das pessoas mais importantes da minha  vida no futebol."

Cristiano Ronaldo, que se escusou a comentar a ausência do treinador José Mourinho na cerimónia, manifestou-se confiante no apuramento da selecção portuguesa para o Euro2012, que passa pela vitória no play-off frente à Bósnia-Herzegovina.  

Eusébio, o primeiro futebolista a vencer o galardão na época de 1966/67 - feito que repetiu em 1972/73 -, descreveu Cristiano Ronaldo como "alguém que tem gana de trabalhar muito e que ouve os conselhos dos mais velhos". 

Em 105 jogos disputados ao serviço do Real Madrid, Ronaldo apontou 100 golos, o último dos quais na terça-feira frente aos franceses do Lyon, em jogo da Liga dos Campeões.  

A cerimónia de entrega do galardão, que pela sexta vez premeia um futebolista português -- depois de Eusébio e Fernando Gomes (1982/83 e 1984/85) - contou com a presença do ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, e do presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madaíl.  

Do mundo do futebol, marcaram presença em Madrid nomes como Zinedine Zidane, Paulo Futre e o presidente do Real Madrid, Florentino Perez.  

cr7 ronaldo cristiano ronaldo madrid champions bota de ouro mourinho
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)