Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

CREDIBILIDADE E PRESTÍGIO DO CLUBE

Pimenta Machado é a aposta na continuidade, elegendo como prioridade a realização de uma parceria estratégica com investidores financeiros. No que respeita a jogadores, Fábio Jr já assinou.
25 de Janeiro de 2003 às 00:00
Correio da Manhã – Os momentos difíceis que passou reforçaram a sua posição junto dos sócios do Vitória?

Pimenta Machado – A resposta não é minha, a resposta é deles. A aferir pelos banhos de multidão em que tenho sido envolvido, penso realmente que isso despoletou essa reacção.

– Que projectos tem para o Vitória?

– Os mesmo de sempre: Credibilidade, estabilidade e prestígio do clube. É evidente que atendendo que o Vitória tem uma grande equipa de futebol, mas tentar manter essa equipa, fazendo uma parceria estratégica com investidores financeiros, à semelhança como fez exactamente o Sporting. Isto é condição ‘sine qua non’.

– A contratação do Fábio Júnior é um trunfo eleitoral ou um trunfo para a equipa do Vitória?

– É um duplo trunfo. Para a equipa porque já há uns tempos admitia-se a necessidade de contratar mais um avançado, mas se não fosse as eleições dificilmente conseguiria contratar um jogador deste nível.

– Face ao lugar do Vitória na classificação, valeu a pena esse esforço?

– Vai valer a pena para dar mais ênfase e mais eco às escandaleiras que acontecem ao nível de algumas arbitragens em que o Vitória tem sido vítima. Com os reforços as perseguições têm de ser mais descaradas.

– Qual é o ponto mais fraco da lista que compete contra si?

– É a falta de naturalidade, é uma lista plástica forjada por terceiros, em virtude da ausência de ideias do candidato, que até recusou um debate televisivo para debater ideias.

– Qual é o seu último apelo aos sócios?

– Mobilizem-se para votar.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)