Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

CRISTIANO RONALDO: UM 2003 AINDA MELHOR

Horas depois do Sporting-Académica, Cristiano Ronaldo, a jovem coqueluche de Alvalade, juntou familiares e amigos mais próximos para celebrar uma data especial, os seus 18 anos de idade. O madeirense atingiu a maioridade e o Correio da Manhã não quis passar ao lado de um momento único na vida do talentoso futebolista ‘leonino’.
7 de Fevereiro de 2003 às 00:00
Assim, já depois da confraternização privada num afamado restaurante lisboeta, onde o jogador reuniu familiares, Ronaldo recebeu a prenda do CM: um bonito bolo com a sua imagem estampada que o jogador contemplou sem esconder que estava “admirado com o gesto”.

Além de Ronaldo, também a mãe Dolores, de 48 anos, se mostrou surpreendida.

“Nunca tinha visto um bolo assim. É bonito e seria impossível não gostar”, revelou assumindo para si, como consequência do ‘blackout’ que vigora no plantel ‘leonino’, a responsabilidade de falar de anseios e expectativas para o novo ano.

“Espero, eu e o Ronaldo, que 2003 seja muito melhor que 2002 e que dentro de um ano possamos estar novamente juntos e com motivos para celebrar. Temos de ter calma mas desejo que o sucesso do meu filho seja ainda maior”, disse aquela que é a grande companhia do jogador em Lisboa. Ronaldo ouvia atentamente e intervinha, normalmente para aprovar as palavras proferidas pela mãe.

Uma ideia, porém, perfila-se no seu horizonte, não evitando expressar grande confiança em “chegar longe com a camisola do Sporting”.

Já na véspera, os 18 anos do mais jovem futebolista que trabalha no grupo de Bölöni, haviam sido efusivamente celebrados. Da Madeira, sua terra natal, viajou o pai, Dinis, as irmãs Filipa e Liliana, o irmão Hugo e um sobrinho ainda pequeno, de nome Rodrigo, que aproveitou para matar saudades do tio famoso.

A festa serviu assim para juntar a família do craque ‘leonino’ e não incluiu a presença de jogadores do plantel.

Por agora, e antevendo-se-lhe um futuro risonho, é com a responsabilidade de um cidadão já maior que Ronaldo promete trabalhar e dar tudo pelo Sporting.

O BOLO ERA UMA MARAVILHA

A última prenda referente ao aniversário de Cristiano Ronaldo foi o bolo oferecido pelo Correio da Manhã, algo que o jogador partilhou com os seus familiares, de visita a Lisboa.

À excepção da mãe do ‘craque’, Dolores, os restantes membros da família estão radicados na ilha da Madeira e ontem o jogador do Sporting, antes de abrir o bolo foi obrigado a esperar algum tempo, até que as irmãs chegassem a casa. Mas estas ainda apareceram a tempo de o provar e se deliciarem. Dolores, a matriarca da família, contou ao CM que “o bolo estava óptimo e fez as delícias de todos nós. Era muito bonito”, revelou, sem esconder o agrado que a iniciativa provocou em Ronaldo e rapidamente se estendeu aos restantes familiares. Prejudicado ficou o pai, Dinis, que por ter regressado à Madeira não teve possibilidade de pôr à prova o seu apetite, e também o irmão Hugo, este por estar a visitar outras zonas do País.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)