Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Desperdício deu castigo

O Gil Vicente desperdiçou ontem uma excelente oportunidade de garantir matematicamente a manutenção na SuperLiga ao ceder um empate caseiro com a União de Leiria a uma bola.
1 de Maio de 2005 às 00:00
Carlitos inaugurou o marcador para o Gil Vicente
Carlitos inaugurou o marcador para o Gil Vicente FOTO: d.r.
Contudo, a formação gilista apenas pode queixar-se de si própria, pois falhou diversas situações de golo, nomeadamente por Carlos Carneiro, que davam para ganhar tranquilamente.
Num encontro fraco valeu a predisposição das equipas para jogar de forma aberta.
O Gil Vicente marcou primeiro, através de um lance individual de Carlitos e a União de Leiria chegou ao empate em cima do minuto 90, na transformção de um livre, com a bola a tabelar na barreira antes de entrar.
FICHA DE JOGO
Local: estádio Municipal de Barcelos, em Barcelos (3.070 espectadores)
Árbitro: Paulo Baptista (Portalegre)
GIL VICENTE: Adriano, Bruno Tiago, Rovérsio, Gregory, Ezequias, Ednilson, Casquilha, Luís Coentrão, Carlitos (Val Baiano, 85m), Carlos Carneiro e Nandinho (Nuno Amaro, 77m). Treinador Ulisses Morais.
UNIÃO DE LEIRIA: Helton, Laranjeiro, João Paulo, Renato, Alhandra, Otacílio, Hugo Cunha, Edson, Sougou (Krpan, 70m), Ferreira (Geufer, 75m) e Fábio Felício (Fangueiro, 59m). Treinador Vítor Pontes.
Marcador: 1-0, Carlitos (61m); 1-1, Edson (90m)
Acção disciplinar: Amarelos - Ferreira (10m), Renato (12m), Nandinho (39m), Bruno Tiago (42m) e Luís Coentrão (52m)
Melhor jogador: Carlitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)