Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Di Stéfano estável e sem complicações

Alfredo Di Stéfano, antiga glória do Real Madrid e também presidente honorário dos ‘merengues’, que ontem foi operado no Hospital de La Fe, após ter sofrido um enfarte do miocárdio agudo, encontra-se “estável” e sem “complicações aparentes”.
29 de Dezembro de 2005 às 00:00
Alfredo Di Stéfano foi operado com aparente sucesso no hospital de Valência
Alfredo Di Stéfano foi operado com aparente sucesso no hospital de Valência FOTO: Gero Breloer, Epa
De acordo com a informação divulgada pelo hospital em Valência, Di Stéfano foi transferido para a “Unidade de Reanimação, onde se encontra em situação hemodinâmica estável, com respiração assistida por ventilador e ligeiro suporte circulatório, sem apresentar complicações aparentes”.
Di Stéfano foi submetido a um “quádruplo ‘bypass’ aorto-coronário”, numa operação que teve início às 08h00 horas e terminou pelas 13h00. A equipa médica, constituída por Anastasio Monteiro, chefe de cirurgia cardiovascular, e por José Luís Vicente, chefe do serviço de reanimação do centro hospitalar, explica que a intervenção “decorreu com normalidade, tendo o coração um comportamento dentro dos parâmetros previstos”.
Apesar da antiga estrela ter ultrapassado a cirurgia de forma satisfatória, os médicos ressalvam que “estas primeiras 24 horas são importantes para a sua evolução porque é o período em que podem surgir maiores complicações”.
Florentino Pérez, presidente do Real, deslocou-se a Valência para acompanhar a evolução clínica do ex-jogador.
Ver comentários