Dia D em Barcelos com Alves à espera

Descida de divisão, salários em atraso, ameaças de rescisão dos jogadores e risco de exclusão das competições profissionais – um verdadeiro ‘terramoto’ atingiu o Gil Vicente no âmbito do caso Mateus.
28.09.06
  • partilhe
  • 0
  • +
Dia D em Barcelos com Alves à espera
Foto Simão Filho/Record
Só amanhã o treinador Paulo Alves e os jogadores serão informados pela Direcção se haverá pagamento de salários e se a equipa defronta o Rio Ave, na Liga de Honra, sabendo que a quarta falta de comparência seguida acarreta a exclusão do clube.
Ao longo de todo o processo, o plantel gilista tem conseguido manter a coesão e alhear-se da vertigem de acontecimentos, muito por culpa da postura serena de Paulo Alves, que tem gerido a situação com pinças, medindo ao pormenor as intervenções públicas. Ontem mesmo, contactado pelo CM, o técnico remeteu-se ao silêncio. “O grupo decidiu não falar à Imprensa e eu tenho de estar solidário”, disse.
Aos amigos, Paulo Alves confessa que está a viver um dos momentos mais tristes da sua carreira, só comparável ao momento dramático em que se lesionou num joelho quando ainda era júnior do FC Porto e ficou com a carreira em risco. A tristeza do técnico é tanto maior quanto foi ele que pegou no Gil Vicente nas últimas nove jornadas da época passada, após a saída de Ulisses Morais (uma discussão com o presidente António Fiúza no jogo de Alvalade ditou a a demissão do treinador) e conseguiu o milagre da manutenção na última ronda.
A SINA DO 'BIG'
O ‘Big’ [grande, em inglês], alcunha com que ficou conhecido nas selecções jovens de Carlos Queiroz e Nelo Vingada por causa da sua elevada estatura, foi apanhado pelo turbilhão ‘Mateus’. Nos seus tempos de jogador, o antigo avançado do Sporting e da selecção pautava-se pela correcção, tendo sido sempre avesso a polémicas. O certo é que, sem nada fazer por isso, viu-se envolvido numa das maiores polémicas de sempre do futebol português. Mais: também como jogador Paulo Alves esteve envolvido num caso controverso – já parece sina – e igualmente aí não teve responsabilidade. Foi quando deixou o Marítimo para assinar pelo Benfica e chegou a ser apresentado como reforço dos ‘encarnados’. Mas os clubes acabaram por não chegar a acordo e a transferência abortou. Assinou pelo Sporting, então treinado por Carlos Queiroz, figura decisiva na sua carreira – foi ele que o descobriu nos juniores do Vila Real e o levou para a Selecção, e foi com o professor que se sagrou campeão do Mundo sub-20 em Riade.
Trasmontano de Vila Real, Paulo Alves tem uma ligação especial a Barcelos: foi lá que conheceu Madalena, hoje sua esposa e mãe dos seus dois filhos. Ver-se-á se a ligação à cidade do galo será ou não para continuar.
MATEUS E MAIS 13 JOGADPRES AVANÇAM COM RESCISÕES
O avançado angolano Mateus, jogador cuja inscrição pelo Gil Vicente esteve na origem da descida de divisão do clube, é um dos 14 jogadores que já terão entregue um pré-aviso de rescisão de contrato. Os futebolistas do plantel gilista, que têm estado em permanente contacto com o sindicato dos jogadores, alegam ter já dois meses de salários em atraso, situação que lhes permite rescindir os respectivos contratos com justa causa.
O clube de Barcelos tem até amanhã para regularizar a situação salarial dos atletas. Nesta altura, ainda não se sabe se o Gil Vicente vai ou não defrontar o Rio Ave na próxima jornada da Liga de Honra, mas mesmo que a Direcção decida que a equipa deve alinhar, terá primeiro de pagar os ordenados dos atletas, sob pena de estes se recusarem a alinhar.
Por enquanto, a Direcção do Gil Vicente não confirmou a entrega dos pré-avisos de rescisão de contrato por parte dos jogadores. “Ninguém falou comigo ou com qualquer elemento da minha Direcção”, disse António Fiúza, presidente do Gil Vicente, à Antena 1.
A equipa de Barcelos arrisca-se a perder cerca de metade dos jogadores do seu plantel profissional. Recorde-se que caso o Gil Vicente se recuse a participar no jogo de domingo com o Rio Ave, da Liga de Honra, completará quatro faltas de comparência e será excluído das provas profissionais.
CLUBE VAI CONTINUAR NOS TRIBUNAIS
A Direcção do Gil Vicente assegurou ontem em comunicado que vai prosseguir as acções em Tribunal. “Em sintonia com a orientação dada pelos sócios na Assembleia Geral (...), a Direcção assume o compromisso de um especial empenhamento nas estratégias de intervenção que levem à concretização das linhas mestras do projecto definido – a manutenção na Liga”, pode ler-se no documento.
Agastada com recentes declarações críticas de João Magalhães, a Direcção lamenta que o antigo presidente do clube não tenha tido “coragem de o fazer no local próprio, a Assembleia Geral de 7 de Setembro”.
PERFIL
Paulo Alves
Data e local de nascimento: 10/12/1969, Vila Real
Número de jogos na Selecção: 13
Número de golos na Selecção: 7
Primeiro jogo na Selecção A: 9/10/1994
Equipas onde jogou: Gil Vicente, Tirsense, Braga, Marítimo, Sporting, West Ham, Bastia e União de Leiria.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!