Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Dirigente uruguaio considera insuficientes as provas contra Suárez

Presidente da Associação Uruguaia de Futebol diz que não são claras as imagens de vídeo apresentadas como prova da mordidela de Suárez.
26 de Junho de 2014 às 00:00

O presidente da Associação Uruguaia de Futebol, Wilmar Valdez, disse esta quarta-feira serem insuficientes as provas para sancionar o avançado Luis Suárez por ter mordido um jogador italiano, no confronto entre as duas seleções no Mundial 2014.

"Acreditamos não existirem provas suficientes para sancionar com justeza", disse o dirigente do organismo a um canal do seu país. Entre outras alegações, afirmou que o vídeo apresentado como prova no comité disciplinar da FIFA "não é claro".

Luis Suárez terá mordido o central Chiellini na partida entre as duas seleções e, caso seja penalizado, poderá ficar impedido alinhar pelo menos no jogo dos oitavos de final, contra a Colômbia, no sábado.

Mundial 2014 Brasil dirigente uruguaio insuficientes provas contra Suárez
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)