Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Dívida impede acesso a estádio

Não podia ser mais atribulado o primeiro dia de trabalho da União de Leiria neste regresso depois das férias. A Leirisport não autorizou ontem a entrada dos atletas para a realização dos testes médicos no Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa.
5 de Julho de 2011 às 00:30
O presidente da Liga, Fernando Gomes, esteve em Leiria para ajudar a solucionar o problema
O presidente da Liga, Fernando Gomes, esteve em Leiria para ajudar a solucionar o problema FOTO: Joao Santos

As portas vão continuar fechadas até a União de Leiria pagar os 250 mil euros que deve à empresa municipal que gere os espaços desportivos do concelho pela utilização do recinto na temporada passada. Os exames médicos deverão ser realizados apenas hoje, mas no Campo do Outeiro Agudo, na Bidoeira, onde vai ter lugar o início da preparação.

Durante a manhã, decorreu uma reunião entre as partes. Presentes estiveram António Martinho, presidente da Leirisport e vereador do Desporto da Câmara de Leiria, Jorge Alexandre, director-geral da União de Leiria, e Fernando Gomes, presidente da Liga Profissional. A empresa municipal mostrou-se intransigente, posição que terá surpreendido os responsáveis da Leiria SAD.

No final do encontro, ninguém quis falar, mas João Bartolomeu, presidente da SAD, revelou ao CM não estar muito preocupado com a eventual falta de local para a equipa jogar. "Temos grandes amigos e um inimigo. A Leirisport colocou-nos um processo e nem reparou que já o tínhamos anulado em Fevereiro, porque nunca recebemos as verbas da publicidade, como estava no contrato. Temos dois pareceres de constitucionalistas que nos dão razão", disse o líder leiriense. n

LIGA FUTEBOL U. LEIRIA ESTÁDIO LEIRISPORT
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)