Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Dois meses sem ganhar no Dragão

E já vão quase dois meses desde a última vitória do FC Porto em casa, depois do triunfo sobre o Moreirense a 19 de Dezembro de 2004 (1-0). Ontem os ‘dragões’ receberam o V. Guimarães e não foram além de um empate a zero, num encontro que dominaram por completo mas sem criarem grandes situações de golo. E já lá vão 17 pontos perdidos em casa (3 derrotas e 4 empates).
14 de Fevereiro de 2005 às 00:00
Na estreia de Couceiro no Estádio do Dragão como treinador do FC Porto, os ‘azuis e brancos’ denotaram muitas dificuldades para penetrar na muralha defensiva dos conquistadores. Sem um claro organizador de jogo – Diego começou no banco, na partida que marcou a estreia a titular de Ibson –, o futebol dos dragões esbarrava invariavelmente nas marcações vimaranenses, que deram claramente a iniciativa do jogo ao adversário. O V. Guimarães quase não saía para o contra-ataque, enquanto o FC Porto também não era capaz de acercar-se com perigo da baliza de Palatsi.
A situação mais próxima de golo surgiu quando Paulo Turra, sobre a linha fatal, negou o tento ao portista Cláudio, num lance em que o brasileiro deixou Alex para trás e picou a bola sobre Palatsi. Ainda antes do intervalo o vimaranense Alex voltou a estar em evidência, pois quase fez autogolo.
Na segunda metade o FC Porto teve, novamente, maior posse de bola mas não traduziu o domínio em lances de real perigo para desespero dos adeptos.
O V. Guimarães, apesar de algum atrevimento inicial (Marco Ferreira quase marcou), apostou na defesa do resultado jogando num ameaçador contra-ataque. No final colheu os frutos, pontuando no Dragão.
FICHA DO JOGO
Local: estádio do Dragão (37.631 espectadores)
Árbitro: Elmano Santos (Madeira)
FC PORTO: Vítor Baía, Bosingwa, Pepe, Ricardo Costa, Nuno Valente (Ivanildo, 87m), Costinha, Ibson, Léo Lima (Diego, 45m), Quaresma, Luís Fabiano e Cláudio Pitbull (Postiga, 61m). Treinador: José Couceiro.
VITÓRIA DE GUIMARÃES: Palatsi, Alex, Paulo Turra, Cléber, Rogério Matias, Flávio Meireles, Moreno, Luís Mário (Zé Nando, 85m), Marco Ferreira, Rafael (Orahovac, 62m) e Djurdjevic (Targino, 45m). Treinador: Manuel Machado.
Acção disciplinar: Amarelos - Nuno Valente (79m), Pepe (85m), Palatsi (90m) e Cléber (90m).
Melhor jogador: Quaresma.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)