Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Dragão derrota Sporting e ganha 5 pontos de vantagem

Durante largos minutos, os sportinguistas olharam olhos nos olhos os tricampeões nacionais, que, no entanto, foram mais fortes ao logo dos noventa minutos.
27 de Outubro de 2013 às 22:01
William Carvalho atento ao despique entre Herrera e Carrillo, ontem, no Estádio do Dragão
William Carvalho atento ao despique entre Herrera e Carrillo, ontem, no Estádio do Dragão FOTO: ESTELA SILVA/LUSA

O FC Porto venceu (3-1) ontem o Sporting e ganhou bem. No cômputo geral, foi a equipa que melhor jogou e, mais importante, mostrou eficácia nos lances que podiam decidir a partida. Além disso, contou com dois momentos de inspiração de Helton: fez uma defesa impossível numa cabeçada à queima-roupa de Montero e, logo a seguir, travou um remate envenenado, de longe, de Piris, numa altura em que o FC Porto estava a ganhar por 2-1.

O jogo foi intenso, aqui e ali bem jogado, e com bonitos golos, com destaque para o de Danilo, que, após passe de Josué, arrancou uma ‘bomba’ que ainda bateu na trave da baliza de Rui Patrício.

No que concerne a táticas, Paulo Fonseca levou a melhor sobre Leonardo Jardim. Previa-se um jogo emperrado no meio-campo, o que sucedeu durante largos minutos, e Fonseca abriu-o, através do povoamento das faixas laterais, em alguns momentos. Foi assim que o FC Porto inaugurou o marcador, num penálti de Josué, a castigar uma falta de Maurício sobre Alex Sandro, que apareceu solto, na área, nas costas de Cédric.

O Sporting, no entanto, nunca se encolheu. Ao longo de largos minutos olhou olhos nos olhos o FC Porto. Estendeu-se no relvado e chegou mesmo a dominar na 1ª parte, embora sem importunar Helton. Após o descanso, e depois de uma momentânea superioridade portista, o leão acelerou e chegou ao empate, por William Carvalho, que aproveitou um desvio defeituoso de Helton, após livre de André Martins. Os portistas não tremeram. Foram para a frente e ganharam vantagem pouco depois por Danilo. Seguiram-se as duas grandes defesas de Helton e o 3-1, por Lucho, num contra-ataque que começou num erro de Adrien e em que a bola passou por Jackson e Varela.

Ao fim da oitava jornada da Liga, o FC Porto já tem cinco pontos de vantagem sobre Sporting e Benfica. n

Recorde-se que apesar do espetáculo dentro do campo, alguns dos adeptos entraram em confrontos violentos antes do início do jogo, à entrada para o estádio do Dragão.

FC Porto Sporting Liga penalti
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)