Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Filipe Osório de Castro e Rahim Ahamad deixam direção do Sporting

Leões explicam que decisão é consequência da pandemia da Covid-19.
Record 18 de Maio de 2020 às 17:22
Filipe Osório de Castro e Rahim Ahamad saíram da direção do Sporting. A decisão de abandonar o Conselho Diretivo é atribuída a "motivos pessoais e profissionais consequência da crise mundial gerada pela pandemia de Covid-19", explicam os leões em comunicado.

Osório de Castro era o vice-presidente responsável pelos pelouros do património e da segurança. Ahamad era vogal do CD e, entre outras funções, foi diretor do jornal 'Sporting', cargo agora assumido por André Bernardo.

As duas saídas levam a uma reorganização interna de competências e atribuições no Conselho Diretivo, com destaque para a chamada do suplente André Cymbron.

"Devido às saídas de Filipe Osório de Castro e de Rahim Ahamad, André Cymbron assume a posição de vogal no Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal, ficando responsável pela pasta Internacional e Pedro Lancastre passará a representar o Clube na área do Património; Alexandre Ferreira ficará com a pasta dos Sócios e Museus, André Bernardo com o Marketing e área Comercial e Miguel Nogueira Leite com a área Institucional. Frederico Varandas, Francisco Salgado Zenha, João Sampaio, Maria Serrano e Miguel Afonso mantêm as pastas anteriores", detalha o Sporting no esclarecimento divulgado na tarde desta segunda-feira.

"O clube agradece o esforço e a dedicação com que Filipe Osório de Castro e Rahim Ahamad encararam a missão de servir o Sporting Clube de Portugal e em particular o contributo que deram nestes últimos meses extremamente difíceis das suas vidas profissionais, nos quais nunca deixaram de contribuir ativa e positivamente para a gestão no nosso Clube", concluem os leões.

Com Filipe Osório de Castro e Rahim Ahamad, passam a ser três as saídas da direção de Frederico Varandas desde as eleições realizadas a 8 de setembro de 2018. Francisco Rodrigues dos Santos abandonou no final de 2019, para assumir a liderança do CDS-PP. André Bernardo subiu, então, a membro efetivo do CD e Maria Serrano passou a deter o pelouro dos núcleos. André Bernardo foi, ainda, cooptado para administrador-executivo da SAD, na sequência da recente demissão de Miguel Cal, que não fazia parte da direção do clube, ou seja, foi nomeado.

Ainda antes das eleições de 2018, Alexandre Ferreira preencheu a vaga de Pedro Silveira na lista de Frederico Varandas.

As demissões não colocam em causa o quorum da direção do Sporting, de acordo com o ponto 3 do Artigo 37.º dos estatutos do clube. "Quanto ao Conselho Diretivo, a cessação do mandato da maioria dos seus membros efectivos, incluindo o Presidente do Conselho Diretivo, depois de chamados os suplentes, se os houver, à efetividade, determina a cessação antecipada do mandato de todos os órgãos sociais", pode ler-se no documento.
futebol desporto Rahim Ahamad Sporting Conselho Directivo Covid-19 Filipe Osório de Castro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)