Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Duda vive drama com a filha bebé (COM VÍDEO)

A poucos minutos do jogo Portugal-Malta, anteontem, Duda ficou a saber que a filha de cinco meses, Helena, estava no Hospital de S. João, no Porto, com suspeitas de meningite meningocócica. O futebolista não conseguiu entrar em campo e, mal o jogo acabou, foi para junto da bebé e da mulher, de onde não saiu até os médicos afirmarem ser uma meningite viral – a variante menos grave da doença.
16 de Outubro de 2009 às 21:00
A poucos minutos de entrar em campo no jogo que opôs Portugal a Malta, o jogador soube que a bebé estava hospitalizada. Já não se equipou
A poucos minutos de entrar em campo no jogo que opôs Portugal a Malta, o jogador soube que a bebé estava hospitalizada. Já não se equipou FOTO: Rui Manuel Fonseca

Duda e Arantxa só saíram da unidade hospitalar, pelas 16h30 de ontem, quando tiveram a garantia de que Helena já não corria risco de vida. “Disseram que era só uma meningite vírica e que já estava a melhorar”, disse Duda ao CM, ao chegar a casa dos pais, após longas horas de sofrimento. “O nosso medo era que fosse a meningite mais grave, mas felizmente não é”, acrescentou Arantxa, visivelmente arrasada pelo susto que passou com a bebé. “Talvez possa voltar para Espanha ainda esta semana, vamos ver e aguardar o que os médicos aconselham”, explicou ainda Duda, jogador do Málaga.

Helena, de cinco meses, veio pela primeira vez a Portugal conhecer a família do pai, no Porto. Enquanto Duda estava em estágio para os jogos com a Hungria e com Malta, a bebé ficou com a mãe, Arantxa, em casa dos avós, Aníbal e Albina Valente.

Na madrugada de anteontem, Helena adoeceu subitamente. “Não estava bem e parecia sufocar. Eram quatro da manhã quando a minha nora nos acordou a dizer que a menina estava a passar mal”, contou ao CM Aníbal Valente. 

Assustada, a família chamou o INEM, mas, como o médico suspeitou logo de meningite, Helena foi imediatamente levada para a Urgência Pediátrica do S. João.

A dúvida quanto à gravidade da doença obrigou a diversos exames e Arantxa viveu horas de angústia junto da filha, ainda sem contar ao marido. Duda soube pouco antes de começar o jogo decisivo da Selecção e já não se equipou.

MÉDICO DA FPF ACOMPANHOU TODA A SITUAÇÃO

Henrique Jones acompanhou de perto a situação difícil de Duda. Aliás, o médico da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) foi o principal conselheiro do jogador de 29 anos e manteve-se em constante contacto com o Hospital de São João, no Porto, de forma a perceber a situação clínica da pequena Helena, de apenas cinco meses.

Duda recebeu também a solidariedade de toda a estrutura da FPF, bem como dos seus colegas de selecção, que garantiram, anteontem, a passagem aos play-off.

'ELE COM A FILHA MUITO DOENTE NÃO IRIA JOGAR'

'O Duda é muito bom pai, ele com a filha muito doente não iria jogar. Ele é doido pelas três meninas', disse ao CM, o pai do jogador. Aníbal Valente conheceu a neta mais nova só esta semana e está encantado.

'É muito linda e muito meiga. Todos aqui na zona onde o Duda cresceu a adoraram', referia o avô de Helena, enquanto aguardava por notícias do hospital. Ansioso, o pai Aníbal disfarçava o nervosismo a falar dos primeiros pontapés na bola do filho, no campo desportivo perto de casa.

Aníbal tem à janela da moradia uma bandeira e um cachecol da Selecção Nacional. Ia ver Duda jogar em Guimarães, mas a súbita doença da neta bebé deixou toda a família em casa.

'Quase nem vi o jogo de Portugal com a preocupação', contou ao CM, enquanto brincava com a cadela Lula.

Pelas 17h00, quando Duda chegou a casa com a notícia que a bebé já estava fora de perigo, o avô Aníbal ficou com os olhos cheios de lágrimas.

SAIBA MAIS

MENINGITE VIRAL

A meningite é uma inflamação que ocorre nas meninges, ou seja nas membranas que envolvem o cérebro. As meningites virais são mais frequentes, sobretudo em crianças, mas também menos grave.

2010

A Direcção-Geral deverá incluir no Plano Nacional de Vacinação de 2010 uma nova vacina contra a meningite, que protege contra treze estirpes da doença.

MENINGOCÓCICA

A meningite meningocócica é provocada por uma bactéria que entra no sangue ou fluido espinhal. É uma infecção que pode evoluir drasticamente em poucas horas para uma morte por coma cerebral. Pode ainda deixar sequelas.

90

Foram 90 minutos de total desespero para Duda, que nem viu o jogo dos companheiros, face aos constantes telefonemas que efectuava para saber do estado da filha Helena, de cinco meses.

VELOSO SUBSITUI DUDA

Miguel Veloso foi o escolhido por Carlos Queiroz para substituir Duda na faixa esquerda da defesa da selecção lusa. O jogador do Sporting até marcou um dos golos da vitória (4-0) sobre Malta.

16

Duda ficou dezasseis horas dentro do Hospital de S. João, no Porto. A mulher esteve ainda mais tempo. Nenhum abandonou a cama da bebé até cerca das 16h30. O casal estava visivelmente exausto mas, a essa hora, já conseguia esboçar um sorriso de alivio. O pior tinha passado.

'ELE FICOU LOGO EM PÂNICO'

No Porto, os familiares do futebolista conseguiram esconder a situação a Duda durante várias horas e hesitaram em revelar que a bebé estava hospitalizada. 'Como ainda não sabíamos se era grave , também não queríamos alarmá-lo porque ele ia jogar', confidenciou o pai de Duda.

Mas o jogador desconfiou que algo errado se passava, quando não viu a família chegar ao estádio de Guimarães, como estava combinado. 'Ele começou a perguntar e então tivemos mesmo de lhe contar. O Duda decidiu logo que não jogava, que não tinha condições psicológicas. Ele ficou em pânico', recordou o pai.

A ausência de Duda, que estava convocado para jogar, gerou estranheza mas, no final da vitória com Malta, Carlos Queiroz alegou ter-se tratado de uma 'estratégia' e que a Selecção precisava de 'ter pernas mais frescas', referindo-se ao facto de Duda ter jogado contra a Hungria, no sábado.

Não era uma questão de cansaço, Duda estava de cabeça perdida e em grande sofrimento. Durante 90 minutos ficou nos bastidores do jogo, sempre em contacto com a mulher para acompanhar o evoluir da situação. Mas assim que o árbitro apitou o final da partida, nem sequer festejou. Foi o mais rápido possível para o Porto, na companhia do empresário espanhol. Desesperado, pediu para ficar junto da mulher e da filha no Hospital de S. João onde passou uma longa noite sem dormir.

DRAGÃO E LUZ LUTAM PELO JOGO DO PLAY-OFF

Os estádios da Luz e do Dragão estão na luta para receber o jogo que Portugal irá efectuar em casa, no play-off, de acesso ao Mundial. A decisão, que deverá ser conhecida hoje, vai ser tomada pelo presidente da FPF, Gilberto Madaíl, que terá em conta a opinião de Carlos Queiroz. Se o critério fosse apenas o da quantidade de espectadores, o recinto do Benfica seria o escolhido: leva 65 mil espectadores, contra 50 mil do estádio do FC Porto.

'Mas há outros aspectos, relacionados como a logística, caso, por exemplo, dos camarotes disponibilizados, ou condições para as transmissões televisivas', lembrou uma das fontes contactadas, frisando que o José Alvalade (Sporting) ficou fora da corrida, devido ao fraco estado da relva. No sorteio que se realiza na segunda-feira, na Suíça, Portugal irá defrontar uma destas quatro selecções: Bósnia, Ucrânia, Rep. Irlanda ou Eslovénia.

MIGUEL: FILHA CAIU 6 ANDARES

Miguel passou os 'dias mais difíceis' da sua vida depois da filha de seis anos ter caído do 9.º para o 3.º andar de um prédio, no passado dia 3 de Outubro. Um canteiro evitou o pior para Rafaela

CANEIRA: PERDEU BEBÉ EM 2005

Uma paragem cardiorrespiratória, em 2005, esteve na causa da morte da filha de Caneira, de apenas oito meses. O então jogador do Valência recebeu o apoio de todos os companheiros

SIMÃO: MAR LEVOU SOBRINHO

A tragédia abateu-se sobre Simão Sabrosa em Março último. O internacional luso ficou sem o sobrinho, Diogo, de quatro anos, levado pelo mar na praia da Quebrada, em Leça da Palmeira.

VÍDEO:



Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)