Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

“É difícil lutar pelo título”

"Será muito difícil para nós lutar pelo título agora. Criámos muitas oportunidades, mas não conseguimos marcar o segundo golo. O mais justo seria a vitória do Chelsea, mas colidimos com uma equipa muito organizada, sólida e que nos obrigou a correr", disse ontem André Villas-Boas, de 34 anos, depois do empate com o Fulham (1-1), em Stamford Bridge, no encontro que abriu o ‘Boxing Day’, tradicional jornada natalícia do campeonato inglês.

27 de Dezembro de 2011 às 01:00
Português Raul Meireles (Chelsea) tenta roubar a bola a Kasami
Português Raul Meireles (Chelsea) tenta roubar a bola a Kasami FOTO: Kerim Okten/Reuters

Juan Mata adiantou os blues no marcador (46’), mas Dempsey fixou o resultado final nove minutos depois, impondo ao treinador português o terceiro empate consecutivo na Premier League. O Chelsea soma agora 34 pontos, no quarto lugar da tabela, mas pode cair hoje para quinto caso o Arsenal vença o Wolves no Emirates Stadium (15h00, Sport TV 1). Já o City não foi além de um nulo no reduto do West Bromwich (0-0), mas mantém a liderança (45 pontos), a par do Manchester United.

"Todos os jogadores estão a tentar muito, mas as coisas estão a fugir-nos das mãos", realçou Villas-Boas, que aproveitou também para desmentir uma notícia veiculada ontem pelo jornal britânico ‘The Sun’, segundo a qual o antigo técnico do FC Porto teria cerca de 180 milhões de euros para gastar em reforços no mercado de Inverno. "Essa história não é verdadeira. Queremos reforçar a defesa, mas não haverá grandes contratações", garantiu.

M. UNITED GOLEIA WIGAN

O Manchester United, com Nani a titular (exibição discreta) goleou ontem o Wigan (5-0) e igualou o City (45 pontos) na liderança. Berbatov (‘hat-trick’), Park Ji-Sung e Valencia marcaram os golos em Old Trafford.

VILLAS-BOAS CHELSEA TREINADOR INGLATERRA
Ver comentários