Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

"É uma decisão muito estranha"

É uma decisão muito estranha", disse ontem ao CM Bruno de Carvalho, sobre a deliberação da Câmara de Lisboa em pedir uma "garantia idónea" à Fundação Aragão Pinto, de que é presidente, sobre o processo de remodelação do Pavilhão Carlos Lopes.
17 de Março de 2013 às 01:00

"Devo dizer, ainda, que não recebi qualquer comunicação oficial por parte da autarquia. Tudo o que sei é pelos jornais, que, no entanto, citam fontes da Câmara de Lisboa", acrescentou. O também candidato da lista B às eleições do Sporting adiantou, ainda, não saber o que é uma "garantia idónea" e sublinhou que a Fundação Aragão Pinto "cumpriu todos os requisitos que lhe foram exigidos".

"Lembro que a fundação ganhou um concurso internacional", observou. Segundo o empresário, a remodelação do Pavilhão Carlos Lopes, bem como a construção de um parque subterrâneo, é uma obra orçada em cerca de 13 milhões de euros. Como contrapartida, a Fundação Aragão Pinto poderá explorar o recinto durante 35 anos, pagando uma renda mensal de "dois mil euros".

"Além de eventos internacionais que lá pretendemos realizar, o pavilhão também poderá ser utilizado pelo Sporting", vincou.

bruno de carvalho câmara de lisboa pavilhão carlos lopes fundação aragão pinto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)