Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

EIXO DE MAIORCA VITORIOSO

Jordi Arrese confessou há dois dias que apostava “tudo na vitória”, e o ‘capitão’ espanhol acabou por assistir a um vitorioso primeiro dia da 92.ª final da Taça Davis. O eixo de Maiorca entrou com o pé direito no Olímpico de Sevilha e garantiu os dois primeiros pontos (à melhor de cinco).
4 de Dezembro de 2004 às 00:00
O maiorquino Moya, o mais velho tenista presente (28 anos), foi o primeiro a colocar os 27 200 espectadores em êxtase ao bater Mardy Fish, por 6-4, 6-2 e 6-3. “Não fiz nada de espectacular, apenas joguei sólido e foi o suficiente para conquistar o primeiro ponto”, adiantou o vencedor do Estoril Open em 2000.
Rafael Nadal (o segundo maiorquino da equipa) deu o melhor seguimento à aposta do seu ‘capitão’ (susbtituiu o experiente Ferrero), aniquilando o serviço-vólei de Roddick. Nem mesmo a sacar a 239 km/h, o norte-americano foi capaz de contrariar os parciais negativos de 6-7(6), 6-2, 7-6(6) e 6-2.
A Espanha, que lidera por 2-0, está a um passo do título, estando a pressão sobre os ombros dos gémeos Bryan, que esta tarde defrontam o par espanhol Robredo/Nadal.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)