Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

ELE VAI FICAR NO PARMA

O Benfica desistiu da contratação de Júnior, lateral-esquerdo do Parma. A mulher do jogador, Kelly, garantiu ontem ao CM que “esse assunto está morto”. Segundo a esposa do campeão do mundo pelo Brasil, os responsáveis ‘encarnados’ interromperam os contactos.
22 de Janeiro de 2003 às 00:00
“O Benfica nunca mais disse nada e aqui já ninguém duvida que ele vai continuar no Parma”, afirmou a brasileira, desde a casa do casal na pequena cidade de Parma.

Também Oliveira Júnior, empresário do atleta, revelou ao CM que a transferência não se fará. “Neste momento não existe nenhuma negociação entre Júnior e Benfica. Existiu uma consulta, mas as coisas ficaram por aí”.

Para a decisão dos responsáveis ‘encarnados’ terão contribuído diversos factores, mas principalmente a percepção de que seria mais urgente reforçar o ataque depois da onda de lesões que assolou o plantel. O teste que Sokota fará hoje frente ao Ajax será importante para definir estratégias no que a este capítulo diz respeito.
Ontem, José Antonio Camacho deixou entender que caso Sokota seja aprovado no exame desta noite o problema ficará resolvido.

“Vamos ver com o Ajax se Sokota está disponível ou não. Se estiver bem não haverá problemas”, disse o técnico, que reconheceu as dificuldades financeiras do clube. “O Benfica não está em condições de trazer este ou aquele. Temos de trabalhar para ver o que pode trazer”, afirmou o técnico à chegada a Lisboa, após dois dias em Barcelona.

Quanto ao negócio Júnior, Camacho deixou um alerta: “Muitas vezes estragam-se negócios por se falar antes do tempo”.

DEFESA CABRAL A CAMINHO DO DINAMO DE KIEV

O lateral do Benfica, Cabral, pode estar a caminho do Dínamo Kiev, apurou o Correio da Manhã. O clube ucraniano já manifestou interesse no jogador junto dos responsáveis da SAD ‘encarnada’, os quais encaram com bons olhos a saída do atleta, uma vez que este tem sido pouco utilizado na Luz.

Em cima da mesa está a possibilidade de o defesa de 30 anos ser emprestado até final desta temporada ao principal clube da Ucrânia. Os ‘encarnados’ esperam agora que o Dínamo Kiev formalize uma proposta e consoante as condições apresentadas tomarão uma decisão. Claro que Cabral também terá uma palavra a dizer. O jogador já foi informado do interesse manifestado pelos campeões ucranianos e aguarda agora por novos desenvolvimentos.

Caso rume à Ucrânia, o lateral ‘encarnado’ tornar-se-ia o primeiro português a vestir a camisola do Dínamo de Kiev, a mesma que envergou o ex-sportinguista Leandro (hoje no Santa Clara) no início da temporada.

A dispensa do jogador, a confirmar-se, viria ao encontro da política de redução do plantel delineada pelo técnico do Benfica José Antonio Camacho.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)