Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

ELES TAMBÉM TÊM UM DECO

Sem polémicas ou especulações, Aguinaldo Braga de Jesus tornou-se o primeiro jogador estrangeiro (brasileiro) a jogar pela selecção da Macedónia, depois de concluído todo o processo de naturalização.
2 de Abril de 2003 às 00:21
Após três anos a jogar na Macedónia, ao serviço do FK Vardar Skopje, Aguinaldo viu a possibilidade de actuar na selecção nacional daquele país e não olhou para trás.
Desta forma, a Macedónia passou a contar com um ‘Deco’ que, tal como o ‘nosso’, também nasceu no Brasil, mais propriamente em Minas Gerais, na localidade de Moeda.
Aguinaldo, actualmente a jogar por empréstimo nos gregos do Aris Salonica, não vê qualquer mal nos atletas que optem por seguir o mesmo caminho que o seu ou o do ‘criativo’ portista. “A naturalização foi a melhor escolha de Deco. Compreendo-o perfeitamente e acho que a selecção portuguesa vai ter muito sucesso no futuro. Já vi o Deco jogar muitas vezes, através dos resumos televisivos, e acho que é um grande jogador”, adiantou Aguinaldo.
O jogador brasileiro, de 28 anos, optou pela nacionalidade macedónia em Abril de 2002, para no mês seguinte se estrear num particular em Helsínquia, que terminou com uma vitória frente à Finlândia (1-0).
“Estou muito contente pela naturalização. Foi a minha melhor opção na vida. Não tenho nada contra quem o faz. Sabia que nunca haveria de ter hipóteses de jogar pela selecção brasileira e, como tal, decidi naturalizar-me. Não me arrependo, até porque muitas vezes sinto-me um cidadão macedónio”.
De lá para cá, o seleccionador Ilievski nunca mais abdicou do médio direito, que na selecção joga um pouco mais recuado. O técnico tece mesmo rasgados elogios ao seu novo pupilo, que desde a sua estreia com a camisola da Macedónia já defrontou o Liechenstein e a Eslováquia. “É um jogador possante, bastante veloz e forte no jogo aéreo. Veio ajudar muito a nossa selecção”.
Hoje, frente a Portugal, Aguinaldo deverá somar a 4.ª internacionalização, num jogo em que vai reencontrar Scolari, técnico que o orientou no Grémio. Mas foi do Corinthians que Aguinaldo partiu para a aventura europeia.
De Portugal e do futebol nacional o jogador pouco ou nada conhece, a não ser ‘Felipão’ e Clayton, jogador do FC Porto, que chegou a defrontar no campeonato brasileiro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)