Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Eliminar Zenit vale 3,3 milhões ao Benfica

A passagem aos quartos--de-final da Liga dos Campeões vale ao Benfica 3,3 milhões de euros, a juntar aos 15,9 milhões que a equipa já arrecadou na edição 2011/2012 da prova.

5 de Março de 2012 às 01:00
Na primeira mão, na Rússia, o Benfica perdeu (2-3)
Na primeira mão, na Rússia, o Benfica perdeu (2-3) FOTO: Pedro Simões/Record

Segundo soube o CM, o jogo de amanhã frente aos russos do Zenit, de Bruno Alves e Danny (não joga por estar a recuperar de uma lesão no joelho direito), é considerado de uma enorme importância pelos dirigentes e técnicos da Luz, tanto a nível financeiro como desportivo. Na pior fase da época (nos últimos quatro jogos, as águias averbaram três derrotas e um empate), um afastamento da liga milionária, depois da derrota 3-2 na Rússia (jogo da primeira mão) faria aumentar a contestação a Jorge Jesus e à equipa.

Segundo as mesmas fontes, o técnico das águias não quer uma equipa afectada pela derrota (2-3) com o FC Porto e consequente perda da liderança na Liga para os dragões, pelo que tem transmitido uma mensagem de confiança ao plantel para que encare de forma positiva o que falta da temporada.

Apesar da importância, o encontro não está a despertar nos adeptos o interesse desejado pela SAD encarnada. Contudo, o Estádio da Luz deve, apurou o CM, ter uma casa na ordem dos 45 mil espectadores.

No caso de ultrapassar o Zenit, o Benfica iguala a sua melhor prestação no actual formato da Liga dos Campeões. Em 1994/95, chegou aos ‘quartos', tendo sido eliminado pelo AC Milan (holandeses do Ajax venceram nesse ano). Também em 2005/2006, as águias chegaram à mesma fase, tendo então sido eliminadas pelo Barcelona, que conquistou o troféu.

JARDEL NO LUGAR DO LESIONADO EZEQUIEL GARAY

O brasileiro Jardel deve ocupar o lugar de Ezequiel Garay no eixo da defesa encarnada na recepção de amanhã ao Zenit. O internacional argentino contraiu uma entorse no joelho esquerdo na derrota de sexta-feira com o FC Porto (2-3) e está a realizar tratamento. A data do regresso ainda não é conhecida.

Pablo Aimar (adutor direito) e Yannick Djaló (coxa direita) são os outros nomes que constam no boletim clínico dos encarnados e também cumprem plano de trabalho específico.

VIEIRA PRESSIONA VÍTOR PEREIRA

Luís Filipe Vieira tem pressionado nos últimos dias Vítor Pereira, presidente do Conselho de Arbitragem da Federação, para que Pedro Proença não dirija mais nenhum jogo do Benfica, apurou o CM.

POLÍCIA WEBB APITA NA LUZ

 O polícia Howard Webb vai dirigir o Benfica-Zenit de amanhã. O inglês, de 40 anos, apitou a derrota das águias na recepção ao Schalke (1-2), na fase de grupos da Champions de 2010/11.

RODRIGO REGRESSA PARA ATACAR RUSSOS

Com o argentino Pablo Aimar castigado, Rodrigo deve fazer companhia a Óscar Cardozo na frente de ataque, apurou o CM.

O avançado espanhol lesionou--se precisamente na primeira mão em São Petersburgo (2-3), num lance com o central português do Zenit, Bruno Alves. A lesão na anca esquerda afastou-o do empate (0-0) com a Académica. Regressou à equipa no segundo tempo em casa com o FC Porto (águias perderam, 2-3).

O Benfica precisa de inverter o resultado negativo da primeira mão, e uma vitória pode não ser suficiente (triunfo com mais de três golos pela margem mínima dá vantagem aos russos).

No resto do onze, Jorge Jesus não deve proceder a grandes alterações. O guarda-redes Artur (em risco de exclusão dos quartos-de-final se vir o amarelo) é o mais provável titular. À frente do guardião brasileiro, deverá estar um quarteto defensivo formado por Maxi, Luisão, Jardel e Emerson. O pivô defensivo será formado por Javi e Witsel, se ambos estiverem operacionais.

Nas alas, e apesar de uma notória quebra de forma, Gaitán deve ser chamado para a direita e Nolito para a esquerda (Bruno César é hipótese). Rodrigo e Cardozo serão os homens mais avançados.

LOMBAERTS: "ZENIT ESTÁ MAIS CONFIANTE"

Nicolas Lombaerts, defesa do Zenit, é o porta-voz da ambição da equipa russa, que visita amanhã o Benfica na 2ª mão dos ‘oitavos' da Champions. "Temos tudo para estar mais confiantes do que eles. O Benfica não venceu nos últimos quatro jogos, um dos quais perdeu em nossa casa [2-3]", disse ontem o internacional belga, de 26 anos.

"Não será um jogo fácil, mas acho que já temos períodos em que praticamos bom futebol e, por isso, podemos estar confiantes", acrescentou Lombaerts, que desvalorizou o pouco tempo entre o embate (2-2) com o CSKA (sábado) e o jogo de amanhã com o Benfica: "Estamos preparados."

BENFICA ZENIT JOGO FUTEBOL LIGA DOS CAMPEÕES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)