Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Empate justo do Sporting e FC Porto em jogo com VAR polémico

Juiz assinalou penálti e expulsou Zaidu, mas o vídeo-árbitro interveio e reverteu as duas situações.
Mário Figueiredo 18 de Outubro de 2020 às 01:30
Sporting - FC Porto
Sporting - FC Porto FOTO: Pedro Zenkl
O Sporting e o FC Porto empataram este sábado a duas bolas, num clássico emotivo e onde o vídeo-árbitro teve uma decisão polémica ao reverter uma situação de penálti e uma expulsão a favor dos leões.

Cedo se percebeu que as duas equipas estavam em campo a lutar pela vitória. Os guarda-redes Adán e Marchesín foram os primeiros a mostrar serviço com boas defesas. Estava dado o mote para o que seria o resto do jogo. Emocionante.

O Sporting acabou por colocar-se em vantagem numa bomba de Nuno Santos, sem dar hipótese a Marchesín. A reação portista foi imediata, com Corona a dar grandes dores de cabeça à defesa leonina. Mas foi Zaidu, o substituto de Alex Telles, que rumou ao Man. United, quem construiu a jogada do empate ao assistir Uribe.

Pedro Gonçalves revelou raça, foi perdulário em duas situações soberanas. Marchesín ganhou os dois duelos.

Não houve público nas bancadas, mas nunca faltou a emoção. O FC Porto acabou por virar o resultado ainda antes do intervalo com Corona a fazer ‘gato e sapato’ da defesa leonina.

Os leões encheram-se de brio e atacaram. O juiz Luís Godinho ainda assinalou uma falta de Zaidu sobre Pedro Gonçalves para penálti. Expulsou o defesa portista, mas o VAR fez reverter a situação. Não houve penálti, nem expulsão. Bom, houve a expulsão de Rúben Amorim, depois do técnico leonino ter protestado com a decisão.

Na segunda parte, o FC Porto optou por gerir a vantagem. Foi colocando gelo no seu jogo e baixou a intensidade. O Sporting deixou-se ir e caiu na armadilha durante um bom período de tempo.

As substituições efetuadas visavam refrescar apenas posições. Os reforços que entraram, numa e noutra equipa, mostraram pouco e falta de ritmo.

Os leões colocaram a carne toda no assador, com a entrada de Vietto e de Sporar. E o risco compensou, porque estiveram ambos no golo do empate. Palhinha justificou a aposta de Amorim. Teve um corte precioso no meio-campo e solicitou Pedro Gonçalves, que foi à linha e cruzou para Sporar. Marchesín defendeu o remate, mas nada podia fazer na recarga de Vietto. O empate acaba por ser justo.

"Sentimos que perdemos dois pontos"
"Uma exibição de grande intensidade, vontade e grande ajuda dos nossos jogadores. Sentimos mais que perdemos dois pontos", disse Emanuel Ferro, adjunto do Sporting. "Temos consciência de que ainda temos muito a melhorar", salientou.

VAR anula penálti e Amorim "passa-se"
"Vocês são uma vergonha". Estas foram as palavras de Rúben Amorim depois de receber ordem de expulsão do árbitro Luís Godinho. Tudo aconteceu já nos descontos do primeiro tempo, quando o VAR anulou o penálti que o árbitro tinha assinalado.

"Estou desiludido com o resultado"
"Foi um bom jogo, mas estou desiludido com o resultado. Perdemos dois pontos. Mudámos jogadores, mas a equipa não melhorou. Faltou agressividade. Quem não entender a identidade do FC Porto não pode estar aqui ", disse Sérgio Conceição.
Ver comentários