Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

“Equilíbrio é real”

"Não temos preocupações especiais por Carlos Carvalhal conhecer bem o futebol português, mas sim com a qualidade do adversário. Temos de impor o nosso futebol", disse ontem Leonardo Jardim, técnico do Sp. Braga, na antevisão do embate de hoje com o Besiktas (17h30, Sport TV 1), na ‘Pedreira’, na primeira mão dos 16-avos--de-final da Liga Europa.

14 de Fevereiro de 2012 às 01:00
Leonardo Jardim criticou a hora do jogo (17h30) e pediu “um sacrifício” aos adeptos do Sp. Braga
Leonardo Jardim criticou a hora do jogo (17h30) e pediu “um sacrifício” aos adeptos do Sp. Braga FOTO: Luis Vieira/Recod

Jardim adiantou, ainda, que há várias semelhanças entre a sua formação e a turca, orientada por Carvalhal, de 46 anos, que esteve no Sp. Braga na época 2006/07.

"A ideia de equilíbrio é real. São equipas que atingiram quase os mesmos pontos na fase de grupos, que estão em terceiro lugar no campeonato e que em termos de rendimento desportivo se assemelham. A diferença aconteceu ao nível do investimento feito e na capacidade do Besiktas de contratar mais-valias", referiu o treinador madeirense, de 37 anos.

Em relação aos jogadores portugueses que militam no Besiktas – foram convocados cinco: Júlio Alves, Manuel Fernandes, Simão, Quaresma e Hugo Almeida –, o treinador dos arsenalistas elogiou a sua qualidade e notou que "era melhor se eles não jogassem".

Depois de frisar que "é importante não sofrer golos e ir em vantagem para a segunda partida", Jardim criticou a hora do jogo: "Trabalhamos para os nossos adeptos e gostaríamos que eles estivessem presentes, mas tenho a noção de que a hora cria dificuldades. O meu apelo é para que façam um sacrifício e venham apoiar-nos, porque eles são um elemento desequilibrador no jogo."

LIGA EUROPA LEONARDO JARDIM SP. BRAGA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)