Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Eric Clapton tentou ajudar Maradona a libertar-se do vício das drogas

Aconteceu quando o argentino se mudou para Cuba.
Record 26 de Novembro de 2020 às 09:50
O jornal argentino Clarín conta esta quinta-feira que o guitarrista Eric Clapton tentou ajudar Diego Maradona a libertar-se das drogas. Aconteceu quando o argentino se refugiou em Cuba, com o intuito de se curar do vício, mas onde as coisas acabaram por não decorrer da melhor forma.
 
Em Cuba Maradona mudava de telefone todos os dias e os seus amigos não conseguiam visitá-lo. As más companhias estavam com ele e conta o Clarín que o astro argentino estava pior do que em Buenos Aires e que os excessos eram muitos muitos. Fidel Castro não queria saber da saúde de El Pibe para nada.

Dois jornalistas britânicos contactaram Eric Clapton no sentido de o músico ajudar Diego. Clapton tinha uma clínica de recuperação de drogas em Antígua, em pleno Caribe, que podia ser a salvação de Maradona. Os dois comprometeram-se a nunca contar o sucedido enquanto Maradona fosse vivo. 

'CrossRoad', assim se chamava o centro de reabilitação, podia ser a salvação de Maradona. Um centro que foi fundado por Eric Clapton em 1998, para se curar do vício da heroína e das drogas duras. Um oásis de paz, localizado na antiga colónia britânica, não muito longe de Cuba.

Do álcool aos opiácidos, da marijuana à cocaína, havia um tratamento em 12 passos, num luxuoso hotel, e Maradona não teria de pagar nem um cêntimo.

Eric Clapton falou com Maradona, a partir do Japão, pelo telefone. O guitarrista contou-lhe a sua experiência, a necessidade de se tratar e conseguiu convencer o antigo futebolista a ir para 'CrossRoad'.

Ofereceu-se até para o mandar buscar, mas o argentino nunca chegou a ir. Ficou em Cuba e Eric Clapton e Maradona nunca chegaram a cruzar-se.
Eric Clapton Maradona Diego Maradona Clarín Cuba CrossRoad questões sociais desporto futebol dependência
Ver comentários