Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

“Estou de parabéns”

"Não estou desiludido. Estou contente com a minha prestação independentemente de ter perdido. Acho que estou de parabéns", disse ontem Frederico Gil, após a eliminação do Estoril Open diante do norte-americano James Blake (16º do ranking ATP), em três sets, com os parciais de 7-5, 4-6 e 2-6, ao fim de uma hora e cinquenta e cinco minutos.

7 de Maio de 2009 às 00:30
Frederico Gil saiu do Estoril com 3850 euros no bolso
Frederico Gil saiu do Estoril com 3850 euros no bolso FOTO: Vítor Mota

Sob o olhar atento de milhares de espectadores que preenchiam o court central, o tenista português, de 24 anos, entrou muito sólido no encontro. Todavia – reconheceu – o adversário alterou a sua estratégia e ganhou a supremacia do jogo até à vitória final: 'Blake foi muito inteligente e soube tornar o jogo mais físico. Não é por acaso que ele é o número 16 do Mundo e eu sou o 68. Ainda há um longo caminho a percorrer, mas para o ano cá estarei.'

Para Gil, que saiu do Estoril com zero pontos ATP e 3850 euros no bolso, o momento de viragem da partida aconteceu no final do segundo set: 'Estive muito perto da vitória, mas não a consegui. Tenho de aprender e fazer melhor da próxima vez.'

A derrota e consequente eliminação do Estoril Open deixa o ténis português sem representantes no quadro de singulares. No entanto, o desaire não afectou a popularidade do tenista de Sintra, que recebeu um banho de multidão numa sessão de autógrafos, logo a seguir ao jogo com James Blake (29 anos).

'Podia ser a grande figura do torneio, mas isto faz parte da vida. Fiz o possível e o impossível para vencer', explicou.

O entusiasmo gerado em seu redor, porém, não deixou de afectar o tenista. 'Estou bastante cansado. Desgastado de todo este envolvimento que recentemente apareceu na minha vida', confessou, deixando ainda uma palavra de agradecimento aos adeptos: 'Obrigado a toda a gente que me veio apoiar. Foi um prazer jogar perante vós.'

'FREDERICO TEM DE SABER LIDAR COM A PRESSÃO'

'Falar sobre pressão com o Gil é o que mais tenho feito nos últimos meses', disse ontem João Cunha e Silva, quando confrontado com o mediatismo em torno do tenista. O treinador mantém a confiança em Gil e deixa um aviso para a sua evolução: 'Se quer chegar a outro nível, o Frederico tem de saber lidar com a pressão e adaptar-se.' Cunha e Silva admitiu ainda que 'o peso mental do jogo transmitiu uma sensação de cansaço' a Gil.

O técnico aponta já energias para Roland Garros. 'Estamos sempre à espera de muitas coisas', frisou.

'GIL É GRANDE JOGADOR' (James Blake, 4.º cabeça-de-série do torneio)

– Disse que não conhecia Frederico Gil. Que opinião tem dele agora depois de o bater?

James Blake – É um grande jogador. Estou impressionado com ele. Fez um jogo de alto nível, serviu bem e obrigou-me a jogar bom ténis. Tem muita qualidade. Não sei onde tem andado nestes últimos anos, mas vai dificultar a tarefa a muitos jogadores de top.

– Sente que foi a sua melhor exibição nos últimos meses?

– Foi um regresso aos velhos tempos. A terra batida não é a minha especialidade, mas tentei não ir abaixo. Mantive-me positivo e confiante, a mandar no jogo.

– Até onde acredita que pode ir no Estoril Open?

– Não interessa o que acontece daqui para a frente. Este encontro já é um ponto de viragem na minha época. Nem me lembro da última vez que joguei assim. Sinto-me preparado para jogar bem.

NOTAS

TELMA: JUDOCA APOIA GIL

A judoca Telma Monteiro foi uma das cinco mil pessoas que vieram apoiar Frederico Gil. 'Ele deu muita luta, jogou bem. Foi mesmo pena não ter ganho', disse a campeã europeia em -57 kg.

NEUZA SILVA: SOBREVIVENTE

Neuza Silva é a única portuguesa ainda em prova. A dupla da portuguesa com a romena Alexandra Dulgheru bateu a parceria de Melinda Czink e Natalie Grandin (6-2, 4-6 e 10-5).

JOÃO LAGOS: APADRINHA LIVRO

João Lagos apadrinhou ontem o lançamento do livro ‘Treino Mental no Ténis’, da autoria de Cristina Rolo e Dave Haan. 'É vital para o ténis português', disse o organizador do Estoril Open.

PROGRAMA DE HOJE

COURT CENTRAL

A partir das 12h00:

Ekaterina Makarova (RUS)- Maria Kirilenko(RUS)

Nunca antes das 13h45:

Marca Gicquel (FRA) - James Blake (USA)

Nunca antes das 16h00:

Gilles Simon (FRA)-Fabio Fognini (ITA)

CENTRALITO

A partir das 11h00:

Anna-L. Groenefeld (GER)-Sabine Lisicki (GER)

Sorana Cirstea (ROU)-Yanina Wickmayer (BEL)

Florent Serra (FRA)-Juan Monaco (ARG)

COURT 2

A partir das 12h00:

Pares: Raquel Kops-Jones (USA) / Abigail Spears (USA) ou Petra Cetkovska (CZE) / Ma. Emilia Salerni (ARG) vs Alexandra Dulgheru (ROU) / Neuza Silva (POR)

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)