Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

ESTOU NA MINHA MELHOR FORMA

Nuno Ribeiro, o vencedor surpresa da Volta a Portugal em 2003, tem consciência de que este ano vai ter mais olhares sobre a sua prestação, mas garante que isso não o vai afectar. Atacar um novo título está já no seu horizonte.
29 de Julho de 2004 às 00:00
Correio da Manhã – A sua vitória foi uma surpresa na edição do ano passado da Volta a Portugal. Como é que tudo aconteceu?
Nuno Ribeiro – Eu era apenas mais um corredor na equipa que lutava, acima de tudo, pela vitória do grupo. Só que ao vencer a etapa da Serra da Estrela senti que tinha capacidades para vencer a volta. É lógico que dependia de vários factores, principalmente da forma como os adversários atacassem a corrida.
– Foi então essa a etapa decisiva para si?
– Sem dúvida. Sentia-me muito bem física e psicologicamente. Na etapa da Torre, as ordens que tinha eram claras. Tinha de responder em primeiro lugar a qualquer ataque na frente da corrida. Estava confiante, tentei e acabei por conseguir.
– Este ano vão estar todos de olhos postos em si. Tem consciência da responsabilidade que isso representa?
– É óbvio que sim, mas vou tentar agir normalmente. Quando me encontro bem fisicamente e com confiança, a responsabilidade acaba por ter um papel secundário. Acho que acontece isso com quase todas as pessoas.
– Teve uma preparação diferente para este ano?
– Foi semelhante aos trabalhos que realizei para a Volta do ano passado. No entanto, acho que estou mais forte fisicamente. Sinto-me bem, mas isso só se vai ver a partir de amanhã [hoje].
– Qual a impressão que tem do percurso escolhido?
– Parece-me um bastante selectivo e complicado, talvez até mais do que o do ano passado. Pessoalmente, agrada-me bastante, uma vez que me dou melhor com as dificuldades.
– Quais são os candidatos favoritos à vitória final?
– Existem ciclistas muito bons, tanto nas equipas portuguesas como nas estrangeiras. A Maia, por exemplo, tem grandes corredores. Julgo que o David Bernabéu, o Rui Sousa e o Rui Lavarinhas são fortes candidatos à vitória.
– Está confiante?
– Estou na minha melhor forma. O mais importante foi o que já fiz, mas é sempre preciso muito trabalho para continuar a trabalhar. Sinto-me bem e confiante, mas não nos podemos esquecer dos adversários. Se eles também estiverem mais fortes, pouco há a fazer.
PERFIL:
Nuno Ribeiro nasceu na pacata vila do Sobrado (Valongo), no dia 9 de Setembro de 1977. Começou a carreira em 2000, mas só em 2003 ingressou na La-Pecol. Sempre com uma carreira bem gerida, despoletou para a ribalta ao vencer, surpreendentemente, a 65.ª Volta a Portugal (2003). É um ciclista talhado para a montanha, mas, no entanto, também surpreendeu no ano passado ao alcançar o segundo lugar no crono final da Volta.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)