Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Euro2012: Portugal contra boicote político à Ucrânia

Portugal manifestou-se, esta segunda-feira, em Bruxelas contra um boicote aos jogos do Europeu de futebol na Ucrânia, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros, segundo o qual as diferenças políticas com Kiev devem ser tratadas "noutra sede".
14 de Maio de 2012 às 15:40
Paulo Portas falava à saída de uma reunião dos chefes de diplomacia da UE, na qual foi discutida a questão de um eventual boicote político europeu aos jogos na Ucrânia
Paulo Portas falava à saída de uma reunião dos chefes de diplomacia da UE, na qual foi discutida a questão de um eventual boicote político europeu aos jogos na Ucrânia FOTO: Sebastião Moreira/EPA

"Para nós, portugueses, há uma coisa que é evidente: o Euro2012 é um evento nacional, tanto para os ucranianos do regime como para os ucranianos da oposição, é um evento internacional, em que está envolvido a Polónia, que é um membro da União Europeia, e é um evento sobretudo desportivo, que não deve, a nosso ver, ser contaminado pela política", afirmou.

Paulo Portas falava à saída de uma reunião dos chefes de diplomacia da UE, na qual foi discutida a questão de um eventual boicote político europeu aos jogos na Ucrânia, em protesto contra a situação da ex-primeira-ministra ucraniana Iulia Timochenko, condenada a sete anos de cadeia e alegadamente alvo de maus tratos na prisão.

paulo portas euro 2012 iulia timochenko ucrânia futebol negócios estrangeiros
Ver comentários