Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Exigência até à manutenção

Salários em atraso à parte (seis meses), o V. Setúbal conseguiu –26ª jornada – a manutenção, muito por ‘culpa’ do seu técnico: José Mota.
9 de Abril de 2012 às 01:00
José Mota chegou em Fevereiro e tirou os sadinos da zona de despromoção
José Mota chegou em Fevereiro e tirou os sadinos da zona de despromoção FOTO: José Moreira

O ex-treinador do Belenenses entrou no clube em Fevereiro, para substituir Bruno Ribeiro, e trouxe consigo a "exigência e experiência" dos seus quase 13 anos como treinador principal.

Dentro do grupo de trabalho, estas são, ao que apurou o CM, as características mais fortes de Mota, que conduziu o clube a uma zona segura a meio da tabela (8º lugar com 30 pontos). "Temos demonstrado ser uma equipa forte e com carácter", disse o técnico.

A inexperiência e a juventude (36 anos) do anterior líder do balneário sadino terão sido os principais motivos dos fracos resultados do V. Setúbal até à jornada 18 (o clube ocupava o último lugar com 14 pontos).

Ao que o CM apurou, José Mota (48 anos) veio pôr fim a um "relaxamento existente" entre os jogadores, também provocado pelos salários em atraso, situação que surgiu praticamente desde o início da temporada. O mercado de Inverno trouxe dois reforços (Meyong e Targino), mas acabou por ser a entrada de José Mota (em Fevereiro) que trouxe aquilo que faltava ao emblema sadino para saltar posições na Liga.

VITÓRIA DE SETÚBAL JOSÉ MOTA MANUTENÇÃO SALÁRIOS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)