Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

F1: Oito equipas criam campeonato alternativo

Oito escuderias de Fórmula 1, que fazem parte da FOTA (Associação de Equipas) vão avançar para um campeonato alternativo, em protesto pelo facto de a FIA impôr algumas regras com as quais não concordam.
19 de Junho de 2009 às 16:59
A Brawn GP, onde corre Button, é uma das equipas que pode abandonar a F1
A Brawn GP, onde corre Button, é uma das equipas que pode abandonar a F1 FOTO: Jens Buettner/Epa

'As equipas não têm outra alternativa senão começar a preparar um novo campeonato, que reflectirá os valores dos seus participantes e dos seus parceiros', pode ler-se num comunicado da FOTA.

A FIA estabeleceu para o Mundial de 2010 um tecto orçamental de 45 milhões de euros para quem quiser liberdades técnicas ou restrições técnicas para quem não cumprir o limite de orçamento.

A McLaren-Mercedes, Renault, Toyota, BMW Sauber, Ferrari, red Bull, Toro Rosso e Brawn GP estavam inscritas para o Mundial de 2010, mas com a condição de a FIA rever as suas novas regras. Face à intransigência da Federação Internacional do Automóvel, 'tornou-se claro que as escuderias não podem continuar o seu compromisso com os valores fundamentais do desporto (ficando na F1)'.

Segundo o comunicado da FOTA, 'esta nova série terá um sistema de governo transparente, um só tipo de regras, encorajará novos competidores e escutará os pedidos dos fãs, o que inclui preços mais baixos para os espectadores em todo o mundo, para os parceiros e os accionistas'.

Caso se confirme o abandono das oito escuderias, a F1 perderá um investimento anula na ordem dos 1,4 mil milhões de euros. McLaren-Mercedes, Renault, Toyota, BMW Sauber, Ferrari, red Bull, Toro Rosso e Brawn GP representam 47 por cento das receitas.

Ver comentários