Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Falta de Anderson não vai mudar nada

João Paulo poderá estrear-se hoje pelo FC Porto em jogos oficiais, depois de ter sido ontem incluído na lista de convocados do professor Jesualdo Ferreira. Recorde-se que o jogador, recrutado no defeso à União de Leiria, contraiu uma rotura parcial de um ligamento do joelho esquerdo em Agosto e só há bem pouco tempo regressou aos treinos sem quaisquer limitações.
22 de Outubro de 2006 às 00:00
Eis os convocados de Jesualdo Ferreira: Hélton, Baía, Fucile, Bruno Alves, Pepe, Marek Cech, Ricardo Costa, João Paulo, Lucho González, Paulo Assunção, Raul Meireles, Jorginho, Diogo Valente, Vieirinha, Ricardo Quaresma, Alan, Hélder Postiga, Bruno Moraes e Lisandro Lopez.
Depois de elaborada a convocatória, a equipa rumou a Lisboa, chegando por volta das 17h00. À chegada à unidade hoteleira de Lisboa onde os ‘dragões’ costumam ficar nas deslocações à capital, a comitiva optou por não tecer declarações.
“FALTA DE ANDERSON NÃO VAI MUDAR NADA"
Sporting e FC Porto disputam hoje, pelas 20h30, o jogo grande da 7.ª jornada. Jesualdo promete jogar para ganhar.
Correio da Manhã – A ausência de Anderson vai alterar a estratégia do FC Porto?
Jesualdo Ferreira – Não. Não vai mudar nada. A equipa vai jogar no mesmo sistema táctico, vai jogar com o mesmo processo ofensivo e com o mesmo processo defensivo.
– É Jorginho quem vai substituir Anderson?
– A que horas é o jogo? 20h30? Às 20h30 vão saber...
– Espera um jogo emotivo?
– Vai ser, acima de tudo, uma partida jogada com grande intensidade. Porque o Sporting tem um método e processo de jogo que assentam numa grande agressividade dos seus jogadores, com uma qualidade muito boa que têm na zona de meio campo. E o FC Porto tem uma outra estrutura táctica, utiliza processos diferentes e desse confronto vai resultar um jogo que penso e espero que seja intenso, bem jogado e em que o FC Porto seja melhor.
– O FC Porto está motivado pela vitória na Liga dos Campeões. Considera o FC Porto favorito para este jogo?
– Nestes jogos ambas as equipas têm as mesmas hipóteses de ganhar. Estamos a falar de duas equipas que lutam pelo título, pelo que o factor casa tem apenas uma pequena percentagem. Da experiência que tenho, acho que ambas as equipas têm condições para poder ganhar.
– Vai haver alterações em relação ao jogo com o Hamburgo?
– A nossa estrutura não vai fugir do 4x3x3 e vamos jogar para ganhar. É importante neste momento que o adversário seja o Sporting. É um jogo mais difícil do que frente ao Hamburgo, até porque é um jogo do campeonato com um candidato ao título. Os níveis de confiança e motivação estão elevados. Quanto mais dificuldades nós formos sentindo, mais somos capazes de reagir e de crescer.
– Qual seria um bom resultado?
– Ganhar. Não conheço outro que seja melhor...
– É um clássico com uma média de idades muita baixa. Acredita que esse factor poderá tornar o jogo mais ofensivo e imprevisível?
– O jogo pode ser mais irreverente e excitante por isso, mas acredito que os jogadores mais experientes que o FC Porto e Sporting têm podem de alguma maneira tornar o jogo também mais equilibrado, mais táctico.
– Mas o facto de serem duas equipas jovens vai ou não ter influência no jogo?
– Vai dar uma configuração de jogo claramente diferente ou pelo menos diferente em alguns aspectos, do que se fossem duas equipas de veteranos. Agora, o que isso vai dar no fim... Vai provavelmente tornar um jogo mais excitante, com um ou outro descontrolo emocional. Vai dar um jogo em que todos os jogadores investem nos limites. Vai dar um jogo com grande comprometimento com aquilo que estamos a fazer. Mas isso é comum a todos os profissionais, quer eles tenham 20 anos ou 30.
– Que Sporting espera encontrar?
– Não vai ser muito diferente daquilo que tem sido sempre.
– O FC Porto vai privilegiar algumas marcações individuais?
– Não. O FC Porto defende à zona. Tem uma mecânica que obedece a determinados princípios e, como tal, não prevemos nenhuma situação dessas. Todos os jogadores do FC Porto e Sporting são importantes.
– Já encontrou a combinação perfeita para o ataque?
– Fizemos uma avaliação dos jogadores que temos e optámos pela solução mais produtiva e eficaz.
– Frente ao Sporting vai orientar o seu jogo 200. Uma vitória seria especial?
– O jogo com o Sporting é mais um e espero fazer ainda muitos mais. É especial por ser o próximo e importante para o FC Porto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)