Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

FC Porto abre portas a treinador estrangeiro

Depois de ter equacionado (e tentado) técnicos portugueses, SAD portista vira-se agora para treinadores do exterior. Já foram feitos contactos com o espanhol Lopetegui e o brasileiro Tite.
6 de Maio de 2014 às 06:00
SAD portista está mais inclinada para trazer Lopetegui (à esquerda)
SAD portista está mais inclinada para trazer Lopetegui (à esquerda) FOTO: Mario Valdes/Reuters

O FC Porto virou-se para o estrangeiro na questão da contratação do treinador para a próxima temporada. A SAD portista decidiu romper com a política que levou Paulo Fonseca e Vítor Pereira para o Dragão e quer agora um técnico com créditos firmados, capaz de segurar o balneário. Os nomes do brasileiro Tite, antigo campeão do Brasil, e do espanhol Julen Lopetegui, antigo selecionador sub-21 de Espanha, estão entre as possíveis escolhas, sendo que já existem contactos estabelecidos.

O CM sabe que a direção do FC Porto está mais inclinada para Lopetegui, que há cerca de duas semanas rejeitou continuar ao serviço da Federação Espanhola, onde já venceu um Europeu de sub-19, em 2012, e um de sub-21, em 2013, alegadamente por já ter acordo com o clube azul-e-branco. O treinador, de 47 anos, é visto como a melhor solução para assumir o comando técnico da equipa portista pela forma como gosta de colocar as suas equipas a praticar um futebol de posse ofensivo e pela capacidade em apostar em jogadores jovens.

Já o brasileiro Tite, campeão do Brasil em 2011 ao serviço do Corinthians, é também visto como uma possível solução, caso falhem as negociações com Lopetegui. O brasileiro é uma aposta pessoal do vice-presidente Antero Henrique, que já na época passada tinha tentado trazer o também brasileiro Mano Menezes para o FC Porto. Considerado como um dos técnicos com maior qualidade no Brasil, Tite foi dispensado do Corinthians no final de 2013 e, sabe o CM, já mostrou total disponibilidade para treinar em Portugal e no Porto, estando inclusive disponível para baixar o salário para se tornar treinador dos dragões. Ainda assim, Pinto da Costa está mais inclinado para Julen Lopetegui por se tratar de um técnico europeu.

Ao que o CM conseguiu apurar, a SAD portista terá perdido o interesse nas contratações de Marco Silva (Estoril), devido a divergências de empresários, e de Fernando Santos, que, devido à participação no Mundial de 2014, na qualidade de selecionador da Grécia, apenas poderia começar a preparar a época dos dragões no início de julho. A estrutura que gere o futebol do FC Porto quer preparar a nova época desde já.

Mudança também vai chegar aos jogadores

As mudanças no FC Porto podem não ficar apenas pelo treinador. Pinto da Costa anda descontente com alguns jogadores, já o fez saber durante a época e poderá mesmo facilitar a saída aos elementos que demonstrem interesse em não continuar.

Alguns jogadores, como Jackson Martínez, Fernando ou Mangala, que já demonstraram vontade de sair, podem estar na calha para abandonar o Dragão. As vendas desses jogadores, que devem ultrapassar os 50 milhões de euros, podem permitir à SAD portista atacar o mercado com outro fulgor financeiro. Dessa forma, a direção portista poderá mesmo ter interesse em deixar sair esses jogadores, promovendo também alguns jogadores da equipa B, tal como está a acontecer na fase final desta temporada com Tozé e Kayembe, utilizados pelo técnico Luís Castro na derrota (1-2) frente ao Olhanense.

Também jogadores como os defesas brasileiros Danilo ou Alex Sandro, que esta época têm estado abaixo do que fizeram em temporadas anteriores, podem ser colocados no mercado, de forma a permitirem encaixes significativos. Os ingleses do Manchester United ou os franceses do PSG já demonstraram interesse nos jogadores.

FC Porto treinadores Lopetegui Tite
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)