Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

FC Porto gasta 56 milhões em ano de crise

Contratações feitas desde o final da época passada atingem valor avultado para clube que está sob vigilância do ‘fair play’ financeiro da UEFA.
Sérgio Pereira Cardoso e Filipe António Ferreira 11 de Fevereiro de 2017 às 12:55
Óliver Torres
Nuno Espírito Santo
Óliver Torres
Nuno Espírito Santo
Óliver Torres
Nuno Espírito Santo
Desde o final da temporada passada, e confirmado o terceiro ano sem títulos, o FC Porto fez contratações para o plantel num valor global de perto de 56 milhões de euros. Um investimento avultado que tem por principal objetivo conquistar o campeonato, mas, acrescendo-se às poucas vendas realizadas, é também arriscado para um clube que está sob vigilância da UEFA, através do ‘fair play’ financeiro.

A confirmação do acionamento da obrigatória compra de Óliver Torres por 20 milhões segue-se às apostas em Layún (6 milhões), Felipe (6), Alex Telles (6,5), Depoitre (6,5), Boly (6) e Soares (5). Há, claro, pormenores técnicos ligados, por exemplo, às entradas nos negócios em diferentes exercícios financeiros (Layún e Felipe integraram 2015/16), assim como a própria amortização anual dos passes: no caso de Óliver, se o contrato vier a ser, imagine-se, de cinco épocas, o valor líquido contabilístico do passe será de quatro milhões anuais.

O cenário é preocupante, até pelo passivo da SAD, situado nos 349 milhões de euros. Os dragões assumiram à UEFA a aposta no plano desportivo para esta temporada, mas o próximo defeso terá de incluir vendas milionárias para evitar eventuais sanções.

Ao que o CM apurou, o FC Porto tem optado por pagamentos em tranches. Óliver, emprestado até dezembro, será pago em quatro fases, a partir de 2018, e Soares em três. O modelo de pagamento dilui o peso nas contas e abre portas à possibilidade de o jogador ser vendido ainda antes de o valor total sair dos cofres. 
FC Porto UEFA Óliver Torres Felipe Alex Telles Layún SAD desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)